Após a recomendação de isolamento da Anvisa, Planalto altera agenda de Bolsonaro

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — As recomendações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) de isolamento da comitiva brasileira que viajou aos Estados Unidos surtem efeito e já alteram a agenda de Jair Bolsonaro. O presidente trocou o encontro presencial que teria na tarde desta quarta com o Pedro Cesar Souza, subchefe de Assuntos Jurídicos da Secretaria-Geral da Presidência, por uma reunião por videoconferência.

Bolsonaro ainda cancelou a viagem que faria ao Paraná nesta sexta. O presidente participaria de uma motociata na cidade de Ponta Grossa, no sábado.

Após a divulgação do teste positivo do ministro Marcelo Queiroga feito em Nova York, a Anvisa enviou ofício à Casa Civil orientando que todos os integrantes da comitiva cumpram o período de isolamento de 14 dias e fossem submetidos a teste. Essas medidas constam do Guia de Vigilância Epidemiológica para COVID-19 publicado pelo Ministério da Saúde.

O Ministério da Justiça informou que o ministro Anderson Torres, que estava na comitiva, testou na noite de ontem e o resultado foi negativo. Ele não deve despachar no ministério nos próximos dias.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos