Após recorde de frio, temperatura em São Paulo volta a subir no início da semana

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A massa de ar polar que estava em São Paulo e causou recorde de frio começa a se deslocar para o oceano, elevando ligeiramente a temperatura no início desta semana.

Com o afastamento, cresce a possibilidade de chuva no fim da tarde, que deve ser fraca. Os próximos dias serão de pouca nebulosidade, o que contribui para madrugadas mais frias e dias quentes.

Nesta segunda-feira (1º), a máxima deve ficar em 25°C, e a mínima, 12°C. Ao longo da semana, há ligeira elevação de 26°C para a máxima e 14°C para a mínima.

GELADO

A sexta-feira (28) em São Paulo teve recorde duplo de frio, segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências da Prefeitura de São Paulo). Os termômetros da cidade registraram as menores temperaturas mínimas e máximas de 2017.

Nas horas mais frias da madrugada desta sexta, os termômetros marcaram média de 13,3°C, e a menor temperatura absoluta (12,4ºC) foi registrada em Parelheiros, na zona sul de SP. Segundo o CGE, a média de temperaturas mínimas não era tão baixa desde novembro de 2016.

As máximas também bateram recorde, com os 16,2ºC marcados pelos termômetros. Foi a média mais baixa desde setembro de 2016.