Após recusar uso do termo "genocídio", Macron é convidado por Zelensky para viajar à Ucrânia

·2 min de leitura

O presidente ucraniano, Volodimir Zelensky, afirmou ter convidado Emmanuel Macron para visitar a Ucrânia e conferir que as forças russas estão cometendo um "genocídio" no país. Na semana passada, o chefe de Estado francês se recusou a utilizar o termo para classificar as atrocidades no leste europeu.

Em uma entrevista transmitida pelo canal de TV americano CNN neste domingo (17), Zelensky diz ter conversado com Macron sobre a polêmica. O termo foi utilizado na semana passada pelo presidente americano, Joe Biden, mas o líder francês se recusou a fazer o mesmo.

Ao ser entrevistado pela rádio France Bleu, na última quinta-feira (14), Macron evocou "prudência", para impedir uma "escalada a quelquer preço e proteger as francesas e os franceses de uma extensão da guerra". Segundo ele, "a palavra genocídio deve ser qualificada por juristas, não por políticos".

O presidente ucraniano reagiu logo depois e classificou a atitude de Macron de "muito dolorosa". Ao conversar com a CNN, Zelensky adotou um tom mais ponderado, afirmando que o líder francês "quer garantir que a Rússia se engaje em um diálogo".

"Eu disse a ele que queria que ele entendesse que isso não é uma guerra, e nada mais é do que genocídio. Eu o convidei para vir [à Ucrânia] quando tiver possibilidade", declarou Zelensky à CNN. "Ele virá e verá, e tenho certeza de que entenderá", acrescentou.

A Casa Branca está considerando enviar um representante a Kiev. No entanto, descartou por enquanto a viagem do próprio presidente, considerada de alto risco em meio ao violento conflito.


Leia mais

Leia também:
Massacre em Bucha é crime de guerra ou genocídio? Advogado brasileiro que atua no TPI explica
Guerra na Ucrânia: imprensa francesa pede prudência no uso do termo "genocídio"
“É um genocídio contra o povo ucraniano”, diz prefeito de Kharkiv sobre invasão russa

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos