Após reencontro em Ponta Grossa viralizar, Bigodinho e Amanda decidem ficar na amizade

·3 min de leitura

Após viralizar a forma como se deu o reencontro entre uma comunicadora de São Paulo e um universitário de Ponta Grossa, hoje conhecido em todo país como "bigodinho", ambos decidiram por ora colocar um ponto final na história, mantendo a relação na amizade. A escolha, contudo, acabou sendo uma decepção para alguns internautas que, na expectativa por um namoro, enviaram xingamentos para Amanda Iohn, de 28 anos, por mensagem de rede social.

— Tem gente me xingando porque falei que amo minha vida de solteira — afirmou a jovem. — Tem muito comentário sem noção que parece que eu to vivendo há 200 anos. (Há) gente falando que eu causei tudo isso e agora não estou namorando com ele, e eu realmente não quero entrar em nenhum relacionamento agora, amo minha vida de solteira, adorei conhecer o Luiz, mas tanto eu quanto ele não queremos isso agora, mas nos damos muito bem, conversamos todos os dias.

Apesar de se deparar com ofensas e críticas, Amanda ressaltou que a maioria das reações é positiva, com muitas pessoas achando a situação engraçada e até a reconhecendo na rua.

— Hoje inclusive até me convidaram pra participar de um programa de rádio dando conselho amoroso pra galera que vai ligar lá — contou ela, em meio a risadas. — Eu recebo muita mensagem bonitinha torcendo pela gente. Acho super fofo e não me importo.

Tudo começou no último fim de semana de outubro, quando Amanda conheceu Luiz Dalperio, de 22 anos, num bar no Paraná, onde eles se beijaram e, como num passe de mágica, perderam contato. Em busca dele, a jovem acabou conseguindo uma ajuda da "fada madrinha" que, nesse caso, foi a prefeitura de Ponta Grossa. A equipe de comunicação recebeu por mensagem um pedido para localizar um rapaz de bigodinho — daí o apelido — e respondeu de forma bem-humorada, ainda que não pudesse encontrá-lo.

"Oi Amanda! Voltou para São Paulo sem o bigodinho?", questionou o social media da prefeitura.

Achando graça da resposta, a jovem tirou uma captura de tela e a divulgou em seu perfil do Twitter no dia 25. A postagem rapidamente viralizou, de forma que chegou até Luiz que entrou em contato pelo Instagram no dia seguinte.

Uma vez estabelecida a comunicação, Amanda e Luiz combinaram de se reencontrar e saíram para jantar em Ponta Grossa, com direito à foto do "bigodinho" no Twitter dela.

Passados alguns dias, ambos disseram que receberam muitas mensagens em seus perfis de rede social, que também tiveram um grande crescimento no número de seguidores.

— Sim, meus seguidores aumentaram e muito, aqui no Instagram e no Twitter principalmente. Na Twitch algumas pessoas me seguiram sim mas não se compara as redes sociais. Muitas pessoas vêem me mandar mensagem perguntando do desfecho da história ou falando que veio me seguir por causa do "bigodinho".

Luiz também relatou que muitos internautas ficaram curiosos para saber o desfecho da história.

— As pessoas estavam torcendo para um namoro e que eu fosse para São Paulo, mas nós vamos ficar só na amizade mesmo. Continuamos trocando mensagens e conversando, mas no momento nenhum de nós quer namorar. Quem sabe num futuro próximo essa história mude e essa relação possa acontecer — disse o estudante, rindo. — Pessoas do Brasil inteiro (estão) me mandando mensagem.

E assim como Amanda, ele também contou ter sido reconhecido na rua.

— Várias pessoas aqui da minha cidade me reconheceram também. Está sendo bem divertido essa pequena fama, não estava nem um pouco acostumado com isso antes.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos