Após reinauguração, estátua de Noel Rosa em Vila Isabel é monitorada por câmeras

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Noel Rosa
    Sambista, cantor, compositor, bandolinista e violonista brasileiro

RIO — “Seu garçom faça o favor de me trazer depressa uma boa média que não seja requentada...”. O monumento em homenagem ao compositor de “Conversa de botequim” e de outros clássicos está de volta ao bairro em que ele viveu. A escultura com a reprodução de Noel Rosa (1910-1927), que havia sido vandalizada foi reinaugurada no dia 11 de dezembro, data que marcou os 111 anos de nascimento do sambista. Desde então, o Largo do Maracanã, no início do Boulevard 28 de Setembro, voltou a contar com a imagem em bronze do artista.

Para evitar que o monumento sofra ataques foram instaladas câmeras de monitoramento que ficam 24 horas conectadas ao sistema do Centro de Operações Rio (COR). Além disso, a parte interna do monumento, que era oca, foi preenchida com concreto para dificultar o corte e o furto de partes das peças que o compõem.

O prefeito Eduardo Paes ressalta a importância de devolver o monumento aos moradores de Vila Isabel:

— Resgatamos esse poeta incrível, ão homenageado por todos que gostamos de samba e da música brasileira.

SIGA O GLOBO-BAIRROS NO TWITTER (OGlobo_Bairros)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos