Após resolução do TSE, plataformas mantêm anúncios de candidatos no ar 48 horas antes da eleição

Anúncios publicados no Google e na Meta, dona de Facebook e Instagram, por candidatos que não disputam o segundo turno das eleições não só continuaram no ar ao longo das últimas semanas como ainda eram exibidos ontem. O alerta é do NetLab, laboratório vinculado à Escola de Comunicação da UFRJ, que contabilizou 230 casos e os encaminhou ao TSE.

Como se sabe, uma resolução da Corte, aprovada na semana passada, estendeu o “apagão” de propaganda eleitoral paga na internet para as 48 horas anteriores à votação e 24 horas seguintes. Chama atenção o fato de parte dos candidatos promover também a campanha de Jair Bolsonaro, favorecendo o candidato do PL. Um deles é o deputado reeleito Hélio Lopes (PL-RJ), que patrocinou um vídeo em que pede voto a seu “irmão presidente”.