Após retirar 40 trens de operação, Rio terá mais 6 de volta aos trilhos até sábado

RIBEIRÃO PRETO, SP (FOLHAPRESS) - Depois de 40 trens terem sido retirados de circulação no dia último dia 18 no Rio de Janeiro, 17 retomaram as atividades na última semana e outros 6 devem ser reincorporados à frota até sábado (30).

Os trens chineses encostados pela concessionária Supervia –que equivalem a 20% da frota total de 201–, foram comprados pelo governo do estado do consórcio CRRC (responsável pela fabricação) e apresentaram problemas em suas caixas de tração –engrenagens que transmitem energia do motor para eixos e rodas.

O retorno de todos os trens após as revisões só deve ser concluído em 17 de janeiro do próximo ano. Ao retirar os trens de operação, a concessionária afirmou que o objetivo era garantir a segurança e atender recomendação do fabricante.

Os trens fazem parte do segundo lote de 70 unidades compradas por meio de licitação em 2011. Nesse lote, as caixas utilizadas foram diferentes das do lote inicial.

A Supervia disse ter enviado comunicados frequentes ao fabricante sobre os problemas em série nas caixas de tração detectados nesse segundo lote dos trens, entregues entre 2014 e 2016.

Os problemas começaram a surgir em setembro de 2016, mês seguinte à realização dos Jogos Olímpicos na cidade, e a fabricante fez recall das peças a partir de novembro do ano passado e as devolveu para uso de forma paliativa, mas os problemas persistiram e, nas duas primeiras semanas de novembro, se agravaram. Segundo a Supervia, as caixas de tração estão na garantia.

Com a retirada dos trens, intervalos nos ramais Japeri, Santa Cruz, Deodoro e Gramacho-Saracuruna sofreram irregularidades e fabricante, concessionária e governo do estado se reuniram para discutir o cronograma de normalização do tráfego ferroviário no dia seguinte à paralisação dos 40 trens.

A Secretaria dos Transportes determinou que o grupo chinês, depois dos reparos de emergência, substitua as caixas de todos os 70 trens. Isso deve ocorrer entre abril e setembro do próximo ano.