Após ser alvo de novos protestos, Bolsonaro chama manifestantes de 'pobres coitados'

·1 minuto de leitura

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira que a maioria das pessoas que participaram de manifestações contra ele no último sábado são "pobre coitados" que precisam ser "recuperados". Sem provas, Bolsonaro também disse que a maioria dos presentes foi paga para estar ali.

— Pessoal ali, a maioria é pago. Se perguntar o que está fazendo, não sabe o que estão fazendo. Esse pessoal aí, a gente vai recuperando esse pessoal devagar. A maioria que tem ali são pobres coitados — disse Bolsonaro, em conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada.

Milhares de manifestantes foram às ruas no sábado em todos os estados do país e no Distrito Federal para protestar contra Bolsonaro. Os atos pediram o impeachment de o presidente e o avanço da vacinação em meio a críticas à gestão da pandemia no Brasil.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos