Após ser indicado ao STF, André Mendonça agradece evangélicos e se diz 'à disposição' do Senado

·1 minuto de leitura

BRASÍLIA — O presidente Jair Bolsonaro formalizou nesta terça-feira a indicação do ministro da Advocacia-Geral da União (AGU), André Mendonça, para o Supremo Tribunal Federal (STF), na vaga aberta pela aposentadoria do ministro Marco Aurélio Mello. O encaminhamento do nome de Mendonça ao Senado, que precisa aprovar a indicação, foi publicado no Diário Oficial da União (DOU).

Em nota, Mendonça agradeceu ao apoio de "líderes evangélicos", que foram essenciais para sua indicações, e afirmou está "à disposição do Senado", onde encontra resistências. O ministro da AGU também afirmou ter compromisso com "com a Constituição e o Estado Democrático de Direito".

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos