Após ser vista abraçando Lula na posse, ex-ministra de Bolsonaro deixa o PL

***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 21.02.2022 - A deputada federal e ex-ministra da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro (PL), Flávia Arruda (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)
***ARQUIVO***BRASÍLIA, DF, 21.02.2022 - A deputada federal e ex-ministra da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro (PL), Flávia Arruda (DF). (Foto: Pedro Ladeira/Folhapress)

SÃO PAULO, SP, E BRASÍLIA, DF (FOLHAPRESS) - A deputada federal e ex-ministra da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro (PL), Flávia Arruda (DF) anunciou a desfiliação do PL (Partido Liberal), a mesma sigla do ex-presidente.

A informação foi divulgada pela própria parlamentar ao UOL em comunicado nesta segunda-feira (2).

"Me desfilio hoje [segunda-feira, dia 2] do Partido Liberal com certeza, tranquilidade e sentimento de dever cumprido no meu mandato, no ministério e na presidência regional. Entrego um partido com a maior bancada do DF, lideranças fortes e motivadas.", disse Flávia Arruda.

Na nota, a ex-ministra ainda citou o "posicionamento do partido" nas últimas eleições. Em novembro, o presidente nacional do PL, Valdemar Costa Neto, anunciou que o partido fará oposição ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no Congresso Nacional.

"Considerando os fatos das últimas eleições, o posicionamento do partido e meus ideais democráticos, sigo em um novo caminho com os sinceros votos de que a política continue sendo espaço de respeito, diálogo e busca de um Brasil melhor", afirmou.

Flávia ainda não anunciou em qual novo partido pretende se filiar.

Nesta segunda, ela foi vista abraçando o presidente Lula durante a posse do petista no Congresso Nacional.

DERROTA NO SENADO

Flávia é esposa de José Roberto Arruda, ex-governador do Distrito Federal e concorreu ao Senado pelo DF com o apoio de Bolsonaro. Ela aparecia em primeiro lugar em diversas pesquisas de intenção de voto.

Porém, a parlamentar foi derrotada por Damares Alves, ex-ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, também do governo Bolsonaro.

Damares é amiga da ex-primeira-dama Michelle e foi apoiada durante toda a campanha pela esposa de Bolsonaro.

A amiga de Michelle conseguiu 44,98% (714.562 votos) contra 27,05% (429.676 votos) de Flávia Arruda na disputa.