Após velório na ABL, corpo de Helio Jaguaribe é enterrado no Rio

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Parentes e amigos tiveram a oportunidade de se despedir de Helio Jaguaribe na manhã desta quarta-feira (12), durante velório na Sala dos Poetas Romântico da sede da ABL (Academia Brasileira de Letras), no Rio.

Pouco antes das 14h, o corpo foi transportado para o cemitério São João Batista, no bairro de Botafogo. O enterro foi acompanhado por dezenas de pessoas. As informações são da Agência Brasil.

Jurista, sociólogo e escritor, Hélio Jaguaribe morreu no último domingo (9), aos 95 anos. Ele estava em casa, no bairro de Copacabana, e teve falência múltipla de órgãos. Helio Jaguaribe era casado com Maria Lucia Charnaux Jaguaribe e tinha cinco filhos. Em 2005, o sociólogo se tornou o 9º imortal a ocupar a cadeira 11 da ABL, que pertenceu antes a Celso Furtado e a Darcy Ribeiro.

O diplomata Roberto Jaguaribe, um de seus filhos, destacou o amor pela vida do pai e a generosidade oferecida a todas as pessoas que o procuravam. “Foi um homem que dedicou uma grande energia, sua vitalidade, sua lucidez e seu grande intelecto à construção de um país mais equilibrado. É um legado muito grande que se manifesta não apenas na sua obra de entendimento da Nação e dos homens, mas também nas ações concretas em busca de um mundo mais positivo”.

Um dos presentes ao velório foi o jurista e ex-ministro das Relações Exteriores Celso Lafer, amigo de longa data de Helio Jaguaribe. Ambos são fundadores do PSDB, mas, segundo Lafer, a relação entre os dois é bem mais antiga.

“Quando eu era universitário, eu li os seus livros e fiquei deslumbrado pela profundida do conhecimento e pela capacidade de apontar rumos para o país. Depois, o conheci através de um primo que era seu amigo e então ficamos muito próximos. Eu fui estudar ciência política no exterior e Helio me apoiou na minha tese sobre o programa de metas de Juscelino Kubitschek. A versão brasileira desta publicação tem a orelha escrita por ele. Posteriormente, ele escreveu o prefácio de outro livro. Tivemos convergência em muitas empreitadas, entre elas está o capítulo da fundação do PSDB, que envolve a visão que ele procurou articular acerca da social-democracia”, contou.