Apagão na Supervia: o que sabemos sobre a pane de trens no Rio

Passageiros sofreram com apagão na Supervia - Foto: Reprodução/TV Globo
Passageiros sofreram com apagão na Supervia - Foto: Reprodução/TV Globo
  • Supervia sofreu apagão em três ramais na manhã desta quinta-feira, no Rio de Janeiro

  • Passageiros ficaram sem trens em Quintino, Japeri e Paracambi

  • Até a tarde desta quinta, apenas o Ramal Santa Cruz havia voltado ao funcionamento

Trens de três ramais da Supervia no Rio de Janeiro ficaram praticamente toda a manhã desta quinta-feira (10) sem circular, causando caos em diversos pontos da cidade.

Diante da falta de transporte, passageiros protestaram e chegaram a vandalizar estações e composições, de acordo com informações do portal g1.

Como começou a pane?

O primeiro relato de paralisação aconteceu no Ramal Santa Cruz, em Quintino, por volta das 6h30. De acordo com a Supervia, o trem no local parou “porque um dispositivo de segurança foi acionado por um fator externo”.

Até a tarde desta quinta, porém, a concessionária não havia revelado qual seria o "fator externo" citado.

Outras paralisações

Momentos mais tarde, por volta das 9 horas, quando o Ramal Santa Cruz seguia paralisado, a circulação em Japeri e Paracambi também foi interrompida.

Isso porque as três linhas utilizam a mesma ferrovia. O problema só começou a ser resolvido às 12h30, quando os trens voltaram a rodar em Santa Cruz.

Japeri e Paracambi

Até a publicação desta nota, na tarde de quinta, a paralisação seguia tanto em Japeri quanto em Paracambi

Atos de vandalismo

A paralisação gerou revolta entre os usuários dos trens. Três homens foram vistos depredando a cabine do maquinista em uma das composições.

Também foram registrados protestos de passageiros em alguns pontos da linha.