Apartamento em Nova York é vendido por R$ 352 milhões

Edifício 432, Park Avenue em Nova York é o maior prédio residencial do mundo
Edifício 432, Park Avenue em Nova York é o maior prédio residencial do mundo
  • Apartamento em Nova York fica localizado no maior edifício residencial do mundo;

  • Prédio, no entanto, é cheio de problemas, desde inundações a balanços estruturais por sua altura;

  • Edifício conta com um restaurante exclusivo, comandando por um chef com estrelas Michelin.

Um apartamento em Nova York acabou de se tornar um dos mais caros do mundo, sendo vendido por US$ 70,5 milhões, ou R$ 352 milhões na conversão atual. O imóvel está localizado na 432 Park Avenue, em Manhattan, e conta com 743 metros quadrados.

O apartamento fica no 82º andar do edifício projetado pelo arquiteto Rafael Vinoly, que ainda conta com comodidades como uma academia, um spa com sauna, sala de massagens, uma piscina coberta e aquecida, além de um salão de jogos, serviço de quarto, concierge, portaria 24 horas e estacionamento com manobrista.

De cereja do bolo, o 12º andar conta com um restaurante privado para os moradores do edifício, comandado por um chef que possui estrelas Michelin em seu portfólio. Inclusive, a convenção do edifício exige que cada apartamento gaste no mínimo US$ 15 mil (R$ 75 mil) por ano no restaurante, segundo uma reportagem do New York Times.

Originalmente o apartamento era, na verdade, duas unidades distintas, que foram combinadas em uma reforma feita pelos antigos donos. Ao todo são cinco quartos, seis banheiros, dois escritórios, uma sala de cinema, dois closes, além claro da sala de estar e da cozinha. O apartamento ainda possui uma vista panorâmica para a cidade e para o Central Park, um dos pontos turísticos mais famosos do mundo.

Nem tudo é o que parece

O edifício é conhecido por ser o maior prédio residencial do mundo, com cerca de 426 metros de altura. Seus vizinhos, comparativamente, têm cerca de metade dessa altura. Por conta disso, ele sofre de uma série de problemas estruturais que complicam viver nele.

De acordo com o New York Times, desde 2016 quando os primeiros moradores começaram a chegar, há relatos de inundações nos apartamentos, explosões elétricas e barulhos causados pelo balanço do prédio.

Um dos seus moradores, Richard Ressler, presidente do CIM Group, afirmou que o problema do barulho e da vibração são "intoleráveis", especialmente à noite, impossibilitando o sono.

"O que foi prometido como um dos melhores condomínios da cidade foi entregue com mais de 1,5 mil defeitos de construção e design identificados apenas nos elementos comuns do edifício (deixando de lado os inúmeros defeitos dentro das unidades individuais)", afirmou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos