Apartamento em Hong Kong é vendido por US$ 71 milhões, um recorde na Ásia

O comprador pagou um total de 149,1 milhões de dólares por dois apartamentos sofisticados de 370m² cada, situados em um bairro de luxo no alto de uma montanha

Um comprador anônimo pagou 71 milhões de dólares, um recorde na Ásia, por um apartamento em Hong Kong, onde a bolha imobiliária se tornou um grave problema social e político.

O comprador pagou um total de 149,1 milhões de dólares por dois apartamentos sofisticados de 370m² cada, situados em um bairro de luxo no alto de uma montanha.

O menor dos apartamentos custava 71,1 milhões de dólares, um preço recorde pelo metro quadrado na Ásia, segundo a agência Bloomberg.

Em novembro, um arranha-céu neste território chinês foi vendido por mais de 5 bilhões de dólares.

A grave crise imobiliária em Hong Kong está obrigando muitos pequenos comerciantes a fecharem as portas porque não conseguem pagar o aluguel e muitos moradores têm vivido em más condições.

Quase 20% dos sete milhões de habitantes de Hong Kong vivem abaixo da linha de pobreza, segundo um estudo oficial publicado na semana passada.

Os preços dispararam nos últimos anos em parte pela chegada de ricos investidores da China continental.