Apelo à cooperação e ao diálogo "honesto" na primeira reunião Lavrov-Blinken

·1 minuto de leitura
O secretário de Estados americano, Antony Blinken

Os chefes da diplomacia da Rússia e dos Estados Unidos, Sergei Lavrov e Antony Blinken, respectivamente, fizeram um apelo à cooperação e ao diálogo "honesto", no seu primeiro encontro nesta quarta-feira (19) em Reykjavik, num contexto tenso.

"Nossa visão é que se os líderes da Rússia e dos Estados Unidos puderem trabalhar cooperativamente o mundo estará mais seguro", declarou o secretário de Estado dos Estados Unidos, Blinken, durante uma reunião bilateral na capital islandesa à margem do Conselho Ártico.

“Buscamos uma relação estável e previsível com a Rússia, acreditamos que é bom para nosso povo, é bom para o povo russo e na verdade é bom para todo o mundo”, acrescentou.

"Mas se a Rússia se comportar agressivamente contra nós, nossos parceiros ou nossos aliados, responderemos", alertou.

"Estamos dispostos a falar sobre todos os tipos de assuntos, sem exceção, desde que o diálogo seja honesto (...) e se baseie no respeito mútuo", afirmou Lavrov.

As duas autoridades diplomáticas citaram várias questões sobre as quais podem chegar a acordos, como o combate à pandemia, o clima, a situação no Afeganistão e os problemas nucleares da Coreia do Norte e do Irã.

“As nossas abordagens são muito diferentes quando se trata de analisar a situação a nível internacional”, mas “o mais importante é que procuremos tirar o máximo partido das possibilidades diplomáticas e agradeço muito que tenha essa intenção", continuou Lavrov, dirigindo-se a Blinken:" Sempre poderá contar com nossa reciprocidade em relação a isso".

Segundo Lavrov, Moscou está pronta para "limpar os escombros herdados de administrações anteriores dos Estados Unidos", principalmente no que se refere ao "funcionamento das missões diplomáticas mútuas", atualmente enfraquecidas devido às expulsões recíprocas de diplomatas.

bur-mp/fff/roc/erl/am