'Apenas atiram em você'

A comunidade LGBTQIA+ afegã vive uma rotina de medo desde que o movimento fundamentalista islâmico tomou o país, em agosto. Mas muitos se recordam de como os talibãs exerceram a brutalidade contra os homossexuais.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos