Apesar da queda no acumulado do ano, roubos de rua, veículo e carga sobem em outubro

Os números da criminalidade divulgados nesta quinta-feira pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) mostram que os roubos de rua (que englobam os roubos de celular, a pedestre e em ônibus), de veículo e de carga tiveram uma queda nos primeiros dez meses de 2022, na comparação com o mesmo período de 2021. Quando analisado apenas o mês de outubro, porém, os três índices apresentaram aumento.

Os roubos de rua, entre janeiro e outubro, tiveram queda de 8,2% no estado: 52.361 registros este ano, contra 57.011 no ano passado. Já em outubro houve um crescimento de 2,2% em relação a 2021, com 5.091 ocorrências do crime no mês.

O mesmo fenômeno pode ser visto no índice de roubo de veículos. No acumulado de janeiro a outubro, foram 20.427 ocorrências este ano, queda de 2,7% na comparação com os mesmos dez meses do ano passado. Olhando apenas o décimo mês de 2022, porém, foram 29,8% mais veículos roubados, em relação a 2021: 2.451 casos, contra 1.889.

O roubo de carga também teve redução no acumulado do ano e crescimento em outubro. Nos dez meses de 2022, a queda foi de 11,8%. No mês de outubro, todavia, o aumento foi de 23,3%, passando de 322 ocorrências no ano passado para 397 este ano.

Entre janeiro e outubro de 2022, a chamada letalidade violenta (agregado que engloba roubos seguidos de morte, homicídios dolosos, mortes por intervenções de agentes do estado e lesões corporais seguidas de morte) registrou queda de 9% e o homicídio doloso, de 8%. Segundo o ISP, foram os menores valores para o acumulado do ano, nos dois indicadores, desde 1991.

Em outubro deste ano, foram registradas 287 vítimas de homicídio no Estado do Rio, um aumento de 5,9% em relação ao mesmo mês de 2021. O latrocínio, roubo com resultado morte, também registrou queda, com 39 vítimas a menos no período. Segundo o ISP, 390 fuzis foram apreendidos por agentes de segurança do estado em 2022, aproximadamente um por dia.