Apesar de lucro ter aumentado, Santander corta 2.045 vagas de trabalho

Marcus Couto
·1 minuto de leitura
Santander cortou vagas durante a pandemia. (Foto: AP Photo/Mark Lennihan)
Santander cortou vagas durante a pandemia. (Foto: AP Photo/Mark Lennihan)

Números divulgados pelo Santander e repercutidos por reportagem do portal de notícias UOL indicam que o banco, o terceiro maior privado do Brasil, eliminou 2.045 vagas de trabalho desde abril de 2020.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Siga o Yahoo Finanças no Google News

O período coincide com o início da pandemia do novo coronavírus no Brasil, e a adoção de medidas de isolamento social para diminuir a expansão do contágio.

Leia também

Além disso, 183 pontos de atendimento foram fechados desde o início da pandemia, segundo o UOL. O número de funcionários passou de 47.192 em março para 45.147 em setembro.

No entanto, olhando para o lucro líquido do Santander no mesmo período, nota-se que este aumentou 1,3%, atingindo R$ 3,9 bilhões.

O Santander, assim como outras grandes instituições financeiras do mundo, passa por processo de enxugamento de suas estruturas, e contenção de gastos, em um cenário de maior consumo de produtos digitais e acesso menor aos terminais físicos desses bancos.

Assine agora a newsletter Yahoo em 3 Minutos

Siga o Yahoo Finanças no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube