Apesar de decisão da Justiça, passagem de metrô está sendo cobrada em BH

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Passageiros do metrô de Belo Horizonte relatam nas redes sociais quea gratuidade das passagens, determinada pela Justiça, não está sendo cumprida neste domingo (30), durante o segundo turno das eleições.

A Justiça Federal da 6ª Região determinou neste sábado (29) que a Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), que administra o serviço, ofereça transporte gratuito das linhas de metrô.

A decisão se dá no âmbito de uma ação popular protocolada por Francisco de Assis Maciel, presidente da Associação de Usuários de Transporte Coletivo da Grande BH e autor da ação popular que pedia a concessão do passe livre em toda a região metropolitana.

Na decisão, assinada pelo juiz Wagmar Roberto Silva, foi determinada a gratuidade das 7h às 18h deste domingo para passageiros que apresentassem o Título de Eleitor. Também foi determinado que a empresa divulgasse a gratuidade, sob pena de multa.

Em nota, a CBTU informou que, até o momento, não foi notificada oficialmente da decisão sobre a gratuidade do transporte metroviário neste domingo.

"Tão logo seja concretizada a notificação, a CBTU MG, prontamente, cumprirá a decisão do Poder Judiciário", afirmou a companhia, vinculada ao Ministério do Desenvolvimento Regional, do Governo Federal.