Aplicação da 3ª dose começará em 15 de setembro, anuncia Queiroga

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Cropped image of nurse injecting Covid-19 Vaccine to a patient. Female healthcare worker is working at hospital. She is holding syringe.
Foto: Getty Images
  • Poderão se vacinar maiores de 80 anos e imunossuprimidos

  • Ministro garante que restante da campanha não será afetada

  • Dose de reforço será feita com Pfizer

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que a partir de 15 de setembro começará a ser aplicada a terceira dose da vacina contra o coronavírus. O público-alvo será idosos com mais de 80 anos e pessoas imunossuprimidas, como aqueles que realizaram transplantes recentemente ou com câncer.

O anúncio foi feito após uma reunião entre o ministro e técnicos da área e com representantes da Opas (Organização Pan-Americana de Saúde) nesta terça-feira (24).

Para poder receber a terceira dose, a pessoa deverá já ter tomado a segunda dose há ao menos 6 meses. O reforço será feito com a vacina da Pfizer.

Leia também:

Brasileiros idosos - acima dos 60 anos - voltaram a ser maioria entre os mortos por covid-19 no país. Além disso, internações de idosos em UTI também reverteram tendência de queda nos últimos 6 meses, e subiram para 42,1% em julho.

As explicações são uma possível perda de efetividade das vacinas aplicadas há mais tempo e a chegada da variante delta ao Brasil, que é mais transmissível que outras cepas.

Queiroga disse que a data de 1º de setembro foi escolhida, porque até lá a previsão é de que todos os adultos já tenham recebido a primeira dose. Allém disso, o ministro garantiu que o plano atual de imunização não será afetado.

“Não tinha sentido eu avançar no reforço, se não tivesse a D2 [segunda dose] assegurada, então a D2 seguirá”, afirmou o ministro.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos