Aplicação em startups brasileiras triplica em 2021

·2 min de leitura
Em 2021, startups brasileiras captaram R$ 50,45 bilhões com investidores. (Getty Creative)
Em 2021, startups brasileiras captaram R$ 50,45 bilhões com investidores. (Getty Creative)
  • As startups brasileiras levantaram R$ 3,36 bilhões em aportes apenas no mês de dezembro.

  • Brasil é o sétimo maior mercado em investimentos em startups

  • Segmentos de fintechs, retailtech e real estate receberam os maiores montantes em 2021

Segundo a empresa de inovação, Distrito, entre janeiro e novembro deste ano as startups brasileiras captaram R$ 50,45 bilhões com investidores. O montante é o triplo dos R$ 17,50 bilhões aportados em 2020.

Confira os maiores aportes ao ecossistema de startups brasileiras apenas em dezembro de 2021:

  • R$ 1 bilhão para o Olist

  • R$ 769,5 milhões para a Facily

  • R$ 724 milhões para a Alice

  • R$ 260 milhões para o Arquivei

  • R$ 204 milhões para a Ambar

  • R$ 170 milhões para a Shopper

  • R$ 121 milhões para a Conta Simples

  • R$ 110 milhões para a Sami

Leia também:

As rodadas de investimento de dezembro somam aproximadamente R$ 3,36 bilhões a soma de 2021.

Com esta marca o Brasil se torna o sétimo mercado global em relação aos investimento em startups, segundo pesquisa feita pelo Crunchbase. Veja abaixo a relação entre os países com maior volume de investimento entre novembro 2020 e outubro de 2021. (Valores em dólares)

  • Estados Unidos: U$ 269 bilhões

  • China: U$ 60,6 bilhões

  • Reino Unido: U$ 32,1 bilhões

  • Índia: U$ 28,2 bilhões

  • Alemanha: U$ 17 bilhões

  • França: U$ 11,6 bilhões

  • Brasil: U$ 10,6 bilhões

  • Canadá: U$ 10,3 bilhões

  • Israel: U$ 8,4 bilhões

  • Singapura: U$ 8,3 bilhões

  • Suécia: U$ 7,2 bilhões

  • Países Baixos: U$ 6,2 bilhões

Ainda segundo a Distrito as fintechs, plataformas que unem tecnologia e serviços financeiros, e as startups de varejo, imóveis, educação e mobilidade são os segmentos entre as empresas de inovação que mais receberam aportes financeiro. Veja o levantamento do dinheiro investido por categoria de startups no Brasil entre janeiro e novembro de 2021.

  • Fintechs: U$ 3,5 bilhões

  • Retailtech (varejo): U$ 1,3 bilhões

  • Real estate (imóveis): U$ 1 bilhão

  • Edtech (educação): U$ 553 milhões

  • Mobilidade: U$ 309 milhões

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos