Aplicativo fraudulento chegou a ser o 2º mais baixado na App Store

Aplicativo na App Store chegou a ser o 2º nas buscas por um aplicativo de gerenciar páginas
Aplicativo na App Store chegou a ser o 2º nas buscas por um aplicativo de gerenciar páginas
  • Malware se disfarçava de um gerenciador de páginas do Facebook;

  • App Store é conhecida por ser mais rigorosa quanto os aplicativos que seus usuários podem baixar;

  • Aplicativo chegou a ser o segundo nas buscas pelo tipo dentro da plataforma.

A App Store, conhecida por ser mais rigorosa quanto ao processo de entrada de um aplicativo em seu serviço, tinha em sua plataforma um aplicativo fraudulento de gerenciar página do Facebook. Esse tipo de aplicativo é bastante utilizado por pessoas e agências para administrar diferentes páginas ao mesmo tempo na rede social.

Na busca da loja da Apple, o Pages Manager Suite era o segundo resultado, afirmaram ao Business Insider duas fontes que trabalham em agências de publicidade que teriam sido hackeadas através do aplicativo.

Pelo que parece, o aplicativo tem um backdoor para que o hacker assuma o total controle das contas do usuário, cujo acesso fica bloqueado. A partir disto, o criminoso utiliza as páginas para veicular anúncios e buscar informações sigilosas.

O aplicativo está listado sob a empresa 2022 Meta Inc., para se disfarçar sob o novo nome do Facebook, que passou a se chamar Meta Plataforms no ano passado. Na página do aplicativo, o desenvolvedor aparece como Bronzelab SG Ltd, que não tem presença na internet, enquanto o vendedor listado é o VI DO CO., LTD, uma corporação vinculada a diversas entidades registradas no Vietnã. No ano passado, o Facebook processou uma rede de hackers no país, afirmando que eles haviam obtido US$ 16 milhões com anúncios após seus crimes.

De acordo com o site de suporte da Apple, sua loja de aplicativos "fornece camadas de proteção para ajudar a garantir que os aplicativos estejam livres de malware conhecido e não tenham sido adulterados". Um porta-voz da empresa afirmou que originalmente o aplicativo era apenas um gerenciador de documentos, sem nenhum tipo de integração com o Facebook, mas teve sua funcionalidade alterada após a aprovação na App Store.

Após contato do Business Insider, a Apple retirou o aplicativo do ar.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos