Apoiador de Bolsonaro, pastor Silas Malafaia contrai Covid-19

Colaboradores Yahoo Notícias
·2 minuto de leitura
Brazilian President Jair Bolsonaro and Brazilian Congressman and Bishop Silas Malafaia (R) attend a meeting with evangelical leaders at the Hilton Barra Hotel, in Barra da Tijuca neighborhood, Rio de Janeiro, Brazil on April 11, 2019. (Photo by Mauro Pimentel / AFP)        (Photo credit should read MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)
Brazilian President Jair Bolsonaro and Brazilian Congressman and Bishop Silas Malafaia (R) attend a meeting with evangelical leaders at the Hilton Barra Hotel, in Barra da Tijuca neighborhood, Rio de Janeiro, Brazil on April 11, 2019. (Photo by Mauro Pimentel / AFP) (Photo credit should read MAURO PIMENTEL/AFP via Getty Images)

O pastor Silas Mafalaia, de 62 anos, testou positivo para coronavírus. Segundo o jornal Folha de S.Paulo, o líder da Assembleia de Deus Vitória em Cristo precisará cancelar o encontro com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) nesta segunda-feira (29).

Apoiador do governo, Malafaia esteve com o presidente em 15 de março, quando convocou “todo o povo de Deus” a fazer um “jejum em favor da nação brasileira”, da meia-noite de segunda ao meio-dia de terça, com abstinência de qualquer alimento e água (o hábito é praxe entre evangélicos).

A mulher do pastor, Elizete Malafaia, também contraiu a Covid-19. “Minha esposa já saiu da Covid-19. Eu que ainda estou, devo estar nos últimos dias com esta tralha”, disse Silas à Folha.

Malafaia contou que desde setembro toma ivermectina, medicação sem eficácia comprovada para o tratamento do coronavírus, além das vitaminas D e K12. “Nunca neguei remédio, pelo contrário”, afirmou. “Eu não sou pastor que negue o poder da medicina. A minha grande questão é o que estamos vendo aí, o que o lockdown contribui. Não existe saúde com economia destruída, essa que é a minha questão”, complementou.

Defensor da abertura das igrejas durante a pandemia, Malafaia contou ter respeitado o isolamento social assim que descobriu estar contaminado. “Sempre falo na igreja: ‘Meu irmão, se você estiver tossindo, com febre, espirrando, espere para fazer o exame. Na minha igreja, na porta, minha filha, tem medidor de temperatura. Só entra com máscara e álcool em gel, não dou moleza para isso, não”, declarou à Folha.

Até a tarde deste sábado, Silas Malafaia não revelou aos quase 8 milhões de seguidores nas redes sociais que está com Covid-19.