Apoiadores de milícias do Iraque protestam para relembrar aniversário de morte de Soleimani

Maher Nazeh
·1 minuto de leitura

Por Maher Nazeh

BAGDÁ (Reuters) - Dezenas de milhares de apoiadores de grupos paramilitares iraquianos apoiados pelo Irã gritaram palavras de ordem anti-EUA no centro de Bagdá neste domingo para marcar o aniversário de um ano do assassinato do general iraniano Qassem Soleimani e de um comandante da milícia iraquiana.

A manifestação coincide com o aumento das tensões entre o Irã e os Estados Unidos nos últimos dias do governo do presidente Donald Trump, e muitos na multidão exigiam vingança.

Soleimani, chefe de uma unidade de elite da Guarda Revolucionária do Irã no exterior, foi morto junto com o líder miliciano iraquiano Abu Mahdi al-Muhandis no dia 3 de janeiro de 2020, em um ataque de drone realizado pelos EUA tendo como alvo o comboio deles no aeroporto de Bagdá.

Washington acusou Soleimani de ser o mentor de ataques de milícias alinhadas ao Irã contra as forças dos EUA na região, e seu assassinato levou as hostilidades EUA-Irã a outro nível, alimentando o receio de um grande conflito.

(Reporting by Nayara Figueiredo)