Apoiadores de Trump ameaçam contagem no Arizona

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - Um protesto de apoiadores do presidente americano, Donald Trump, candidato à reeleição, ameaçou parar a contagem de votos no condado de Maricopa, no Arizona, onde projeções das agências de notícias AFP e AP consideram que o democrata Joe Biden já venceu os 11 delegados do estado. A imprensa americana chegou a noticiar que a contagem seria interrompida, mas o departamento de apuração afirmou que o trabalho continua com a ajuda da polícia local. Os manifestantes carregam cartazes afirmando, sem provas, que as eleições estão fraudadas e gritam lemas de Trump, como "Faça a América grande novamente". Segundo a imprensa local, há manifestantes armados. APURAÇÃO A apuração no Arizona liberará uma nova rodada de dados às 2h30 (hora de Brasília), segundo a CNN. Os dados serão referentes ao condado de Manicopa, que inclui a cidade de Phoenix, no qual Biden lidera, com 51,8%. O Arizona já apurou 86% dos votos. Biden lidera com 50,7%, e Trump tem 47,9%. A vantagem do democrata é de cerca de 79 mil votos. O estado tem 11 votos no Colégio Eleitoral. Projeções da AFP e da Associated Press consideram que Biden vence no estado, mas CNN e New York Times consideram que o jogo segue em aberto lá.