Após 11 dias de ataque hacker, sistemas do Ministério da Saúde começam a ser restabelecidos

Sistemas do Ministério da Saúde começam a ser restabelecidos (Crédito: Photo by Andressa Anholete / Getty Images)
Sistemas do Ministério da Saúde começam a ser restabelecidos (Crédito: Photo by Andressa Anholete / Getty Images)
  • Ministério da Saúde informou que o sistema de registro E-SUS Notifica foi restabelecido

  • Outras plataformas como o ConecteSUS ainda não foram retomadas

  • Ataque hacker aos sistemas ocorreu no último dia 10

O Ministério da Saúde informou nesta terça-feira (21) que o sistema de registro E-SUS Notifica foi restabelecido. As outras plataformas retiradas do ar após o ataque hacker do dia 10, como o ConecteSUS, ainda não voltaram a funcionar.

Por meio de nota, a pasta destacou que as demais plataformas deverão ser retomadas "o mais breve possível". "O Ministério da Saúde informa que o sistema de registro E-SUS Notifica foi restabelecido. Pasta reitera que atua com agilidade para o restabelecimento de todas as plataformas impactadas o mais breve possível".

Na madrugada do último dia 10, foram retirados do ar o e-SUS Notifica, o Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunização (SI-PNI), o ConecteSUS e as funcionalidades como a emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19 e da Carteira Nacional de Vacinação Digital.

Desde então, os brasileiros não estão conseguindo acessar os comprovantes de vacinação contra a covid-19.

Ministro disse que o culpado seria "exemplarmente punido"

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, afirmou no dia 10 que o ataque hacker foi uma “atitude criminosa” e que o “culpado" seria "exemplarmente punido”.

Em visita a Belo Horizonte (MG), Queiroga havia destacado que o governo estava empenhado para que os dados voltassem a ficar disponíveis “no mais curto prazo possível”.

"Uma atitude criminosa, né, de um hacker, que está sendo investigada pela Polícia Federal, pelo Gabinete de Segurança Institucional. Hoje, o empenho total é para esses dados estarem disponíveis no mais curto prazo possível. Está sendo investigado, e assim que tiver alguém culpado será exemplarmente punido", disse.