Após 7 de Setembro, The Economist diz que Bolsonaro representa ameaça à democracia

Jair Bolsonaro é capa da revista britânica The Economist (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Jair Bolsonaro é capa da revista britânica The Economist (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

O presidente Jair Bolsonaro (PL) é destaque na capa da revista britânica The Economist. No título, a revista diz que o mandatário é “o homem que quer ser Trump”.

A publicação chama a atenção para as eleições brasileiras de outubro, e diz que o chefe do Executivo aprendeu com o ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump o poder da “grande mentira”.⁠

A The Economist afirma também que o sistema de votação do Brasil é “bem administrado”, além de ser “difícil de adulterar”.

“Ele [Bolsonaro] não oferece nenhuma evidência confiável, mas muitos de seus apoiadores acreditam nele. Ele parece estar lançando as bases retóricas para denunciar a fraude eleitoral e negar o veredicto dos eleitores. Os brasileiros temem que ele possa incitar uma insurreição, talvez como a que a América sofreu quando uma multidão de apoiadores de Donald Trump invadiu o Capitólio em 6 de janeiro de 2021 – ou talvez até pior”, diz o texto.

A revista conta ainda que Bolsonaro semeia a divisão da população: “O outro lado não é apenas errado, mas mau. Ele descarta as críticas como “notícias falsas”. Seus instintos são tão autoritários quanto os de Trump.”

No texto, a revista britânica classifica o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) “um esquerdista pragmático e um presidente bastante bem-sucedido entre 2003 e 2010”, e afirma ainda que o petista é um “defensor da democracia”.

Veja as últimas pesquisas eleitorais para presidente:

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)