Após 8 horas de velório, idosa é constatada como viva no Mato Grosso

·1 minuto de leitura
Carolina Lopes de Almeida foi velada durante 8 horas, até médico constatar que ela estava viva (Foto: Reprodução)
Carolina Lopes de Almeida foi velada durante 8 horas, até médico constatar que ela estava viva (Foto: Reprodução)
  • Depois de 8 horas de velório, idosa foi constatada como viva

  • Cerimônia foi interrompida e senhora de 93 anos foi levada para o hospital

  • Óbito foi constatado novamente e Carolina Lopes de Almeida voltou a ser levada no dia seguinte

Carolina Lopes de Almeida, de 93 anos, estava sendo velada na cidade de Guiratinga, em Mato Grosso, quando foi constatado que a idosa, na verdade, estava viva. A cerimônia, então, foi interrompida.

Segundo informações do portal G1, o velório da senhora, conhecida como Caluzinha, acontecia na última sexta-feira (8), quando algumas pessoas alertaram para o fato de o corpo da idosa ainda estar quente.

Leia também:

Inicialmente, familiares pensaram que a temperatura do corpo pudesse estar elevada por causa do calor da cidade. Um médico foi chamado pela família e ele constatou, após oito horas de velório, que Caluzinha ainda estava viva.

O médico encaminhou a senhora para o Hospital Oswaldo Cruz, unidade de saúde da cidade de Guiratinga. Logo depois, o óbito foi constatado novamente.

No dia seguinte, sábado (9), o velório aconteceu novamente e ela foi, então, enterrada.

De acordo com o G1, os familiares ficaram muito abalados com o ocorrido e não deram mais detalhes sobre o caso. O hospital onde Caluzinha foi constatada como morta pela primeira vez afirmou que não vai se pronunciar. A causa da morte não foi divulgada.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos