Após acidente, Rodrigo Mussi lamenta traumas: "O emocional é o mais difícil"

Rodrigo Mussi no
Rodrigo Mussi no "Mais Você" (Reprodução Globo)

Após um grave acidente no fim de março, Rodrigo Mussi conversou com Ana Maria Braga sobre sua rápida recuperação mesmo após internação por traumatismo craniano. O ex-BBB explicou que o mais difícil tem sido a recuperação emocional após passar por algo tão traumático.

"Eu não imaginava que a parte emocional seria o mais difícil. Estou nesse trabalho para tentar superar o que aconteceu, mas sou grato pelo carinho que tenho recebido. Não imaginava que receberia tanto amor", desabafou ele, que aos poucos retoma as rotinas de exercício que tinha antes do acidente.

"Eu estou aos poucos sendo liberado para ir à academia, andar de bicicleta, mas ainda preciso tomar muito cuidado com a cabeça. Não posso fazer nada muito pesado, nenhum esporte de contato, então não liberaram o futevôlei que eu tanto amo. Mas já consigo viajar de avião, o que era proibido até pouco tempo", explicou ele.

O irmão de Rodrigo, Diogo, deu um depoimento durante o programa afirmando que fez tudo que podia durante a recuperação do empresário. "Foi um processo doloroso e difícil, foi muita angústia, mas tínhamos muita fé. Cuidei de tudo por você, fiz por amor. Seu sobrinho nasceu dias depois, foi tudo uma loucura. E quero que você seja feliz, cuide de seus sonhos, e se permita ter uma família também".

Recuperação longa

Rodrigo Mussi, ex-participante do "Big Brother Brasil 22", deu a sua primeira entrevista após o grave acidente que sofreu no fim de março. Na reportagem, exibida no "Fantástico" no dia 29 de maio, o gerente comercial ainda mostrou a nova rotina em casa, com fisioterapia para recuperar os movimentos e a fala.

"Ninguém esperava que eu estivesse aqui depois de quase dois meses. A minha recuperação está progredindo bem, mas o que as pessoas falam, até os médicos falam, é que foi um milagre", afirmou o ex-BBB. Ele ainda disse ter poucas memórias do acidente e lamentou não portar documentos no dia do ocorrido, mas agradeceu aos médicos pelo empenho em salvá-lo: "Se não fossem aquelas primeiras horas no hospital, talvez eu não tivesse sobrevivido. Eles cuidaram muito bem de mim, mesmo sem saber quem eu era".

Na conversa, Rodrigo ainda falou sobre o passado, desde as brigas e agressões entre os pais até um caso de abuso sexual cometido por uma babá na infância. "Uma pergunta que eu fazia para mim mesmo é: 'até quando vou lutar?' [Depois do acidente] eu pensei: 'De novo? Até quando eu vou lutar?'", declarou, relembrando as oportunidades pós-"BBB22", que não conseguiu aproveitar devido ao acidente. "Eu lutei a vida toda para ser independente e ali eu estava sendo dependente", ainda disse sobre o período em que ficou internado.

Durante a reportagem, o gerente comercial foi surpreendido com uma mensagem de Tadeu Schmidt, apresentador do "BBB22": "Rodrigo, querido, que bom te ver assim se recuperando! Eu aprendi a dizer uma frase que levava uma notícia triste para as pessoas, a frase que elimina do programa dizendo: 'quem sai hoje é você, fulano'. Mas hoje eu quero fazer uma adaptação nessa frase, porque é para uma pessoa muito especial. Um cara que deixou uma impressão muito boa em todo mundo que viu pela TV, mas principalmente por todo mundo que o conheceu pessoalmente", declarou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos