Após ano de superações, Klara Castanho caminha 130 km até Aparecida para agradecer

Após ano de superações, Klara Castanho caminha 130 km até Aparecida para agradecer (Foto: AgNews)
Após ano de superações, Klara Castanho caminha 130 km até Aparecida para agradecer (Foto: AgNews)

Klara Castanho compartilhou, em suas redes sociais, a sua jornada de 130 km até o Santuário Nacional de Aparecida, realizada no início deste ano. A atriz deixou a cidade de Paraisópolis, no sul de Minas Gerais, no dia 4 de janeiro, acompanhado do tio e alguns amigos, chegando ao seu destino, no interior de São Paulo, no dia 8.

"Eu acredito muito em Deus. Minha fé sempre me acompanha. É nela que eu me sustento para permanecer em pé e seguir adiante. Tem dias que são provações, que vêm para nos testar. Mas a fé está presente exatamente nesses momentos em que não temos resposta. Confiamos ou não confiamos. E eu confio", escreveu na publicação.

Em junho do ano passado, Klara precisou superar alguns momentos difíceis em sua vida. Após ser acusada de engravidar e abandonar o seu filho, a atriz revelou ter sido vítima de estupro, engravidado e entregado o bebê para adoção em um carta aberta.

No texto, Klara relatou que não estava em sua cidade, nem próxima de amigos e familiares, quando a violência aconteceu. Inicialmente, não teria percebido que, do estupro, resultou uma gravidez indesejada. Em outro trecho, ela falou sobre o processo de manter a gestação e realizar a adoção legal do bebê, conforme prevê a lei.

"A entrega foi protegida e em sigilo. Ser pai/e ou mãe não depende tão somente da condição econômico-financeira, mas da capacidade de cuidar. Ao reconhecer a minha incapacidade de exercer esse cuidado, eu optei por essa entrega consciente e que deveria ser segura", escreveu.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Sobre a peregrinação, Klara continuou: "Ao todo, foram quatro dias caminhando, quatro dias intensos de reflexões, orações, choro, persistência e muita fé. Sou muito grata à Nossa Senhora Aparecida por me acolher, por escutar as minhas angústias e súplicas. A fé nela e em Deus me fortalece. Eles fazem eu manter a minha cabeça erguida e me dão forças para lutar."

A atriz ainda agradeceu aos fãs "pelas palavras gentis e de amor", que "significam e transformam muitas vezes o meu dia". Também agradeceu à família e citou o reencontro após a caminhada:

"À minha família, eu sou só gratidão e amor. Meus pais e meu irmão são o meu porto-seguro. Encontrá-los depois dessa caminhada foi um misto de sensações, só queria abraçá-los e voltar para esse ninho que é tão meu, que é tão íntimo", declarou.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

*Com informações da Folhapress