Após cobrança de Benítez, Crespo não é mais técnico do SP

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·1 minuto de leitura
Ao lado de sua comissão, Crespo tinha contrato com o São Paulo até dezembro de 2022 (Rubens Chiri/São Paulo)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Hernán Crespo não é mais técnico do São Paulo! Sua saída foi anunciada de forma oficial pelo Tricolor às 15h48 desta quarta-feira, de forma surpreendente. Afinal, restam pouco mais de 24 horas para a próxima partida, contra o Ceará, no Morumbi.

De acordo com o comunicado do São Paulo, o adeus de Crespo e seus cinco auxiliares se deu em comum acordo. Vale lembrar que a multa rescisória prevista no contrato do argentino era de US$ 750 mil ou R$ 4,1 milhões. Muricy Ramalho, é bom que se diga, fica!

Leia também:

Um dos motivos da queda de Crespo pode ter sido a entrevista de Adrian Castellano, empresário de Benítez, ao Blog na manhã desta quarta-feira. O argentino assegurou que Benítez não ficaria em hipótese alguma no Morumbi em 2022 caso Crespo seguisse no comando. 

Antes de cair, Crespo já vinha sendo muito pressionado pela falta de resultados e pelas críticas ao trabalho de seus auxiliares, em especial o preparador físico, Alejandro Kohan, e o preparador de goleiros, Gustavo Nepote.

À frente do Tricolor, Crespo foi campeão paulista, quebrando um jejum de nove anos sem conquistas. O São Paulo ainda chegou às quartas de final da Libertadores e da Copa do Brasil. Já no Brasileirão, o time é apenas o 13º colocado, quatro pontos à frente da zona de rebaixamento.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos