Após críticas, Thay Magalhães abre mão do posto de rainha da Tuiuti

·4 min de leitura
Thay Magalhães desfilou como rainha de bateria do Paraíso do Tuiuti (Foto: Liane Rosa/Yahoo!)
Thay Magalhães desfilou como rainha de bateria do Paraíso do Tuiuti (Foto: Liane Rosa/Yahoo!)

Por Liane Rosa

O suposto cabo de força que se formou entre Thay Magalhães, rainha de bateria da Paraíso do Tuiuti, e a princesa da agremiação azul e amarelo, Mayara Lima, está prestes a se romper. Alvo de críticas, a escola deve escolher alguém da comunidade para o cargo no próximo Carnaval. “A Tuiuti me abraçou muito, mas está na hora dela prestigiar alguém da comunidade e sei disso", declarou Thay ao desfilar mais uma vez pela escola.

"A escola me abraçou demais, mas o povo está pedindo por ser uma escola de resistência. Eles cobram e é natural. Acho que chegou o ano da Mayara, assim como o de outras meninas que estão por vir. Eu passo a minha coroa com muito orgulho para a melhor”, disse a rainha.

Mais Carnaval 2022

Candidata ao posto, Mayara não pensa diferente. “Ser rainha da escola é um sonho de qualquer menina da comunidade. Não vou falar que não tenho esse sonho, mas só Deus sabe. As meninas da comunidade que estão no Carnaval desde pequenas sonham em estar à frente da bateria, ser rainha, ser majestade do samba. Esse é o nosso trabalho e queremos ser reconhecidas. É o que eu amo fazer”, afirmou a princesa da Tuiuti.

Thay ainda afirmou que recebeu propostas para outras escolas e pretende não desperdiçá-las. “Várias portas se abriram no mundo do samba, várias escolas já me procuraram. Vou pensar com calma. Comecei com o pé na porta, rainha de bateria do Grupo Especial. E eu sou pequenininha. Virei mais devagar no próximo ano, menos acelerada, mas pretendo continuar no Carnaval do Rio, se Deus quiser”, torceu.

Quanto a rivalidade com a possível substituta, ela garante que não existe. “Quando você tem pessoas experientes ao seu lado, tudo flui melhor. Mayara tem essa experiência e foi um prazer ter dividido a Avenida com ela. Tenho ainda o que aprender”, finalizou.

Estreia em meio a críticas

Pilar da polêmica do Carnaval deste ano, sobre mulheres ocupando lugares que poderiam ser de passistas da comunidade, Thay Magalhães pisou na Sapucaí em meio a uma chuva de críticas. Ainda assim, a musa aproveitou a oportunidade de desfilar pela Paraíso do Tuiuti.

“Estou alegre, me diverti e coloquei na minha cabeça que a gente tem que saber se divertir na vida. A crítica vai existir em qualquer coisa que você faça. Até na minha profissão, como dentista, existem os críticos e no Carnaval não podia ser diferente", declarou.

No entanto, ela não mentiu sobre as críticas terem abalado a sua experiência: "Eu encarei a ferro e fogo porque o mundo inteiro vive para o Carnaval. Não é algo pequeno. É o mundo inteiro falando, as pessoas comentando... Todo dia você acorda tem uma notícia ruim sua e lidar com isso para mim foi difícil. Ninguém lida bem com a rejeição, mas em contrapartida recebi vários apoios. Resolvi levar a vida da melhor maneira possível", afirmou.

Perrengues na Avenida

Não bastasse a polêmica com a rainha de Bateria da Paraíso do Tuiuti, a princesa Mayara Lima sofreu um acidente em frente ao primeiro módulo de jurados. A fantasia da moça arrebentou, deixando parte da genitália à mostra. Tal falta pode ocasionar perda de pontos para a escola.

A passagem das duas beldades pela Marquês de Sapucaí, aliás, não foi das mais tranquilas. Não que Thay Magalhães e Mayara Lima tenham se desentendido ou algo do tipo — pelo contrário, a sintonia entre ambas na pista surpreendeu. O problema foram justamente os pequenos acidentes com as fantasias de ambas (no caso de Thay, na parte superior das vestimentas, expondo o seio).

Mayara Lima, a princesa da Paraíso do Tuiuti (Foto: Liane Rosa/Yahoo!)
Mayara Lima, a princesa da Paraíso do Tuiuti (Foto: Liane Rosa/Yahoo!)

Acidente na dispersão

Uma mulher foi imprensada por um carro alegórico na dispersão do segundo dia de desfile das escolas de samba do grupo especial do Rio de Janeiro, neste sábado (23). Ela se chama Alba Regina e é integrante da escola Paraíso do Tuiuti.

Alba é cadeirante e passou mal no fim do desfile - ela estava esperando atendimento quando o último carro alegórico da escola a imprensou no portão de saída e ela foi ferida na perna.

                      

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos