Após desempenho ruim em debate, Bolsonaro reavalia entrevistas

Jair Bolsonaro durante o debate (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)
Jair Bolsonaro durante o debate (Foto: MIGUEL SCHINCARIOL/AFP via Getty Images)

Após o primeiro debate presidencial, realizado pelo pool de veículos de imprensa —Band, TV Cultura, Folha de S. Paulo e UOL —o presidente Jair Bolsonaro (PL) não compareceu na sabatina promovida pela Jovem Pan nesta segunda-feira (29) e não deve ir a mais nenhum debate no primeiro turno.

Segundo informações da jornalista Vera Magalhães, do jornal O Globo, a campanha do chefe do Executivo defende que ele aceite poucos convites para entrevistas, de preferência em podcasts de grande audiência e pouco confronto.

Antes do debate, aliados de Bolsonaro estavam confiantes no desempenho do presidente, que pretendia atacar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), abordando a corrupção.

Apesar de ter conseguido fazer isso no início do debate, o mandatário fez ataques à imprensa e às mulheres. E é justamente o eleitorado feminino que ele precisa conquistar, uma vez a intenção de voto em Lula nesse segmento é maior.

Além disso, ainda de acordo com Vera Magalhães, o time de Bolsonaro não esperava que as candidatas Simone Tebet (MDB) e Soraya Thronicke (União Brasil) se juntassem para defender as mulheres.

Para a campanha do presidente, a atuação de Bolsonaro foi negativa quando ele fez ataques à imprensa, às adversárias mulheres e o uso do termo “mimimi” para se contrapor às acusações de machismo e misoginia.

A ala política do presidente acredita que a atitude de Bolsonaro pode impedir a busca de votos das mulheres, tirar votos dos mais pobres e entre os evangélicos.

Mais ataque

No segundo bloco do evento, os candidatos responderam perguntas dos jornalistas de veículos que compõe o pool de imprensa que organizou o debate. Bolsonaro atacou a jornalista Vera Magalhães após ela questioná-lo sobre vacinação.

O chefe do Executivo afirmou que Vera é “uma vergonha para o jornalismo brasileiro”. Em entrevista ao colunista Kennedy Alencar, do portal UOL, ela afirmou que Bolsonaro “teve uma atitude absolutamente descontrolada, desnecessária” e que, em sua visão, é “prejudicial a ele mesmo”.

Debate

O primeiro debate entre presidenciáveis das Eleições 2022 aconteceu no domingo (28). O encontro aconteceu na sede da TV Bandeirantes, em São Paulo, e reuniu Jair Bolsonaro, Lula, Simone Tebet, Ciro Gomes (PDT), Luiz Felipe D'Ávila (Novo) e Soraya Thronicke.

Qual a data das Eleições 2022?

O primeiro turno das eleições será realizado no dia 2 de outubro, um domingo. Já o segundo turno – caso necessário – será disputado no dia 30 de outubro, também um domingo.

Veja a ordem de escolha na urna eletrônica nas Eleições 2022

  1. Deputado federal (quatro dígitos)

  2. Deputado estadual (cinco dígitos)

  3. Senador (três dígitos)

  4. Governador (dois dígitos)

  5. Presidente da República (dois dígitos)