Após erro de logística de Pazuello, Amazonas recebe doses corretas da vacina contra covid-19

·1 minuto de leitura
Nurse Janete Da Silva Oliveira prepares a dose of Oxford-AstraZeneca COVID-19 vaccine in the Nossa Senhora Livramento community on the banks of the Rio Negro near Manaus, Amazonas state, Brazil on February 9, 2021. (Photo by MICHAEL DANTAS / AFP) (Photo by MICHAEL DANTAS/AFP via Getty Images)
Amazonas recebeu 78 mil doses do imunizante da Oxford/AstraZeneca e, ainda essa semana, devem chegar 42 mil doses da CoronaVac (Foto: Michael Dantas/AFP via Getty Images)

Na madrugada desta quinta-feira, 25, o Amazonas recebeu o lote com 76 mil doses que tinham, erroneamente, sido entregues ao Amapá. O Ministério da Saúde cometeu um engano na logística e, por isso, houve uma troca de carregamentos. Enquanto o Amapá recebeu 78 mil doses, o Amazonas recebeu 2 mil.

Durante a noite, 76 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca chegaram ao Aeroporto Eduardo Gomes, em Manaus, para completar o contingente prometido ao Amazonas.

Leia também:

Segundo o governador do estado, Wilson Lima, os imunizantes serão aplicados em idosos entre 60 e 69 anos, no entanto, ele não declarou quando as doses começarão a ser distribuídas.

O Amazonas ainda deve receber nesta semana outras 42 mil doses da CoronaVac, somando o contingente de 120 mil vacinas. O estado é um dos mais atingidos pela covid-19 no Brasil.

O estado já vacinou cerca de 225 mil pessoas com a primeira dose, equivalente a 5,36% da população, e outras 33 mil receberam as duas doses. Em todo o Brasil são 6,1 milhões que já receberam ao menos uma dose do imunizante.

Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, admitiu o erro e confirmou que houve uma troca na quantidade de doses do Amazonas e do Amapá.