Após infarto e polêmica sobre fotos forjadas, pai de Meghan Markle desiste de ir ao casamento da filha

O pai de Meghan Markle, Thomas Markle, anunciou que não participará da cerimônia de casamento da filha com o príncipe Harry. A decisão foi tomada depois que o o jornal britânico “Daily Mail” publicou uma denúncia de que ele teria forjado as fotos em que aparece tirando medidas para um terno, em parceria com o paparazzo Jeff Rayner, para lucrar aproximadamente R$ 500 mil.

As fotos, feitas supostamente sem que ele percebesse, vazaram na imprensa na semana passada depois que Palácio de Kensington já havia publicado uma carta, pedindo que os jornais não publicassem fotos de Thomas Markle. A meia irmã de Meghan Markle, Samantha Grant, disse que foi dela a ideia para que o pai posasse para fotos falsas dias antes do casamento da atriz com o príncipe. “A má impressão sobre o meu pai fazendo fotos encenadas é minha culpa. A mídia estava, injustamente, fazendo com que ele parecesse ruim, então eu sugeri que ele fizesse fotos positivas em seu benefício e para benefício da família real. Não fazíamos ideia de que ele seria aproveitado. Não foi por dinheiro”, escreveu ela no Twitter.

O palácio de Kensington ainda não se pronunciou oficialmente sobre a ausência do pai da noiva no casamento real (Getty Images)

Ao site “TMZ”, depois de toda a polêmica, Thomas Markle declarou que desistiu de ir à cerimônia para não envergonhar a filha. Ele também informou que sofreu um infarto há cerca de seis dias, mas já havia deixado o hospital para poder participar do casamento de Meghan Markle. Thomas confirmou que aceitou a proposta de uma agência de fotos de se deixar fotografar e garantiu que ao aceitar tal acordo, ele não teve intenção de causar transtornos à filha ou à família real.

Leia mais:
Angélica e Luciano Huck divulgam clique raro ao lado dos filhos
Mara Maravilha revela nome do filho que vai adotar e diz: ‘Preciso dessa luz’