Após mais de uma semana, Bolsonaro 'reaparece' e apenas divulga suas redes sociais

Após mais um 'sumiço’, Bolsonaro fez um post apenas divulgando outras redes sociais para acompanhamento diário do governo. (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Após mais um 'sumiço’, Bolsonaro fez um post apenas divulgando outras redes sociais para acompanhamento diário do governo. (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
  • Após mais um 'sumiço’, Bolsonaro divulga outras redes sociais para acompanhamento diário do governo

  • Publicação do mandatário coincide com horário de transmissão do discurso de presidente eleito na Cop-27

  • Em fala, Lula menciona eleições brasileiras e diz que “democracia venceu”

O presidente Jair Bolsonaro (PL) ‘repareceu’ nas redes sociais nesta quarta-feira (16) com uma publicação em que divulga as outras formas de obter informações sobre o que acontece no governo. Após ser derrotado no segundo turno por Luiz Inácio Lula da Silva (PT), o mandatário reduziu drasticamente a presença online.

Entre o post de hoje e o último, há um período de oito dias. Segundo Bolsonaro, os canais divulgados nesta quarta passam por atualização diária.

Confira a publicação:

Com o ‘desaparecimento’ das redes sociais, o mandatário também deixou de ser assunto entre os internautas.

Segundo levantamento feito pelo Núcleo Jornalismo no último dia 13 de novembro, as menções ao atual presidente caíram 94% na data da verificação, em comparação com 31 de outubro, quando ele foi mais lembrado pelos usuários.

O levantamento do Núcleo considerou mais de 2 mil perfis no Twitter, além de mais de 700 no Facebook e no Instagram, 240 grupos de Telegram, 100 grupos de Whatsapp e mais de três mil hashtags no TikTok.

Lula na COP-27

A publicação de Bolsonaro coincidiu com o horário em que Lula discursava na COP 27, a conferência da Organização das Nações Unidas (ONU) que discute as mudanças climáticas.

Na fala, feita no Egito, país que sedia o evento, Lula disse ter sido convidado, mesmo antes de assumir o cargo, como um “reconhecimento de que o mundo tem pressa de ver o Brasil participando novamente das discussões sobre o futuro do planeta e de todos os seres que nele habitam”.

O petista mencionou a disputa eleitoral brasileira e disse que a definição foi uma prova de que “a democracia venceu”.

“Com isso, voltam a vigorar os valores civilizatórios, o respeito aos direitos humanos e o compromisso de enfrentar com determinação a mudança climática”, disse Lula.

Este convite, feito a um presidente recém-eleito antes mesmo de sua posse, é o reconhecimento de que o mundo tem pressa de ver o Brasil participando novamente das discussões sobre o futuro do planeta e de todos os seres que nele habitam.