Após morder morcego, Ozzy Osbourne quer construir abrigo para espécie em sua casa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Ozzy Osbourne em anúncio do evento do festival
Ozzy Osbourne em anúncio do evento do festival "Ozzfest Meets Knotfest". Foto: REUTERS/Mario Anzuoni

Resumo da notícia:

  • Ozzy Osbourne pretende construir abrigo para morcegos de protegerem do frio e de predadores

  • O local seria instalado em sua nova casa em Buckinghamshire, no Reino Unido

  • Ele teria pedido autorização para o governo para a instalação dos abrigos

O rockeiro Ozzy Osbourne pretende construir abrigos para morcegos em sua própria casa. De acordo com o NME, o astro quer proteger a espécie de predadores e do frio na mansão em Buckinghamshir, nos Estados Unidos.

Isso porque o músico de 73 anos está se mudando de Los Angeles, na Califórnia, nos Estados Unidos, para a propriedade britânica com a esposa, Sharon Osbourne. Ele teria pedido autorização ao governo para instalar os abrigos.

Segundo o portal, a casa deve contar com quarto preparado para ajudar na recuperação de Ozzy após o artista ter passado por recente cirurgia na coluna. Ele ainda enfrenta a doença de Parkinson, diagnosticada em 2020.

Vale lembrar que, em janeiro de 1982, ele mordeu a cabeça de um morcego durante show nos Estados Unidos. Arremessado no palco por fã, o animal foi confundido pelo cantor com uma versão de borracha. No entanto, ele sentiu o gosto do sangue e percebeu o engano de acordo com relato dele em sua autobiografia.

Inclusive, em 2021, Osbourne lançou um modelo de pelúcia de um morcego com a cabeça destacável em comemoração aos 39 anos do momento mais bizarro da história do rock. Confira:

Ouça o Pod Assistir, podcast de filmes e séries do Yahoo:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos