Após negar que estivesse de férias, Bolsonaro vai a partida de sertanejos em Goiás

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SAO PAULO, BRAZIL - JANUARY 5: Brazilian president Jair Bolsonaro speaks press at the Hospital Vila Nova Star, during his discharge in Sao Paulo, Brazil, on January 5, 2022. The president had been hospitalized since Monday (3), for treatment of an intestinal obstruction. (Photo by Marcelo Goncalves/Anadolu Agency via Getty Images)
Jair Bolsonaro teve alta do hospital em São Paulo no fim da manhã de quarta-feira (5) (Foto: Marcelo Goncalves/Anadolu Agency via Getty Images)
  • Presidente Jair Bolsonaro participou de jogo beneficente na noite de quarta-feira

  • Mais cedo, Bolsonaro teve alta hospitalar, após passar dois dias internado com uma obstrução intestinal

  • Presidente negou que estivesse de férias em Santa Catarina

Horas após ter alta hospitalar, o presidente Jair Bolsonaro (PL) participou de uma partida de futebol beneficente com sertanejos em Goiás. Bolsonaro deu um chute na bola no evento “Amigos do Marrone contra a fome”, organizado pelo cantor Marrone, da dupla com Bruno.

O jogo de futebol aconteceu em Buriti Alegre, no sul do estado. Além do presidente, outros famosos também compareceram, como o cantor Felipe Araújo, o ator Eri Johnson e também o filho mais velho de Bolsonaro, o senador Flávio Bolsonaro.

Bolsonaro deixou o hospital Vila Nova Star, em São Paulo, no fim da manhã de quarta-feira (5), após passar dois dias internado com uma obstrução intestinal. Pouco antes das 20h, o presidente chegou à cidade de Buriti Alegre.

No local, Jair Bolsonaro cumprimentou apoiadores, ao lado do prefeito, André Chaves (MBD), e também de Marrone, organizador do evento. Foi montado um esquema especial com grades para a chegada do presidente, que foi recepcionado por apoiadores. O evento não estava na agenda oficial do presidente.

Por volta das 23h, Bolsonaro saiu do estádio e tirou fotos com moradores da cidade. Em seguida, o presidente voltou para Brasília.

Quando deixava o hospital, Jair Bolsonaro negou que estivesse de férias antes de ser internado. O presidente estava no litoral de Santa Catarina, onde andou de moto aquática e foi à praia, enquanto ministros se responsabilizaram pela questão das chuvas na Bahia.

Alta do hospital

O presidente Jair Bolsonaro (PL) teve alta do hospital na manhã desta quarta-feira (5) e, segundo o médico responsável, Antônio Macedo, está pronto para voltar ao trabalho.

"O presidente sofreu um atentado há anos atrás, como todos sabem, uma facada, que originou uma cirurgia muito bem feita pelos profissionais que atenderam ele em Juiz de Fora, na Santa Casa. Mas, depois disso, ele teve uma peritonite, no dia 12 de setembro, alguns dias depois do acidente. E essa peritonite gerou uma grande quantidade de reação imunológica no abdômen dele", explicou o médico durante entrevista coletiva no hospital Vila Nova Star, onde Bolsonaro estava internado.

"Essas aderências, às vezes, possibilitam um quadro de obstrução intestinal. Normalmente nestes quadro, nós não operamos direto", disse. Bolsonaro já passou por quatro cirurgias desde a facada, mas, na nova internação, foi descartada a necessidade de um novo procedimento cirúrgico.

Macedo afirmou que Bolsonaro tem uma saúde "muito boa" e, por isso, conseguiu se recuperar rapidamente. O presidente deverá ser submetido a uma dieta especial durante uma semana e não poderá praticar atividades físicas de alta intensidade, apenas caminhadas.

"Ele está curado, pronto para o trabalho", declarou Macedo.

Camarão causou mal-estar

O que causou a obstrução intestinal do presidente Jair Bolsonaro foi um camarão mastigado incorretamente, de acordo com seu médico Antônio Luiz Macedo.

O motivo foi revelado durante coletiva de imprensa sobre a alta recebida pelo presidente após ter sido internado em São Paulo. Depois da conversa com os jornalistas, o presidente deixou a cidade e já está em Brasília.

"Eu não almoço, eu engulo. A peixada tinha uns camarõezinhos também, comi e mastiguei o peixe e comi o camarão", afirmou Bolsonaro.

Por isso, o médico explicou que a recomendação é "mastigar 15 vezes cada garfada". "O camarão não foi mastigado, é o que ele está explicando. A gente pede para todos fazerem o que a gente faz: mastigar 15 vezes cada garfada", destacou.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos