Após oito jogos no comando, Lisca é demitido do Santos

Lisca ficou pouco tempo no Santos e baixo aproveitamento gerou pressão por demissão. Foto: Lucas Emanuel/AGIF
Lisca ficou pouco tempo no Santos e baixo aproveitamento gerou pressão por demissão. Foto: Lucas Emanuel/AGIF

O Santos anunciou nesta segunda-feira (12) a demissão do treinador Lisca. Em comunicado divulgado nas redes sociais do clube, a decisão de encerrar o vínculo foi tomada em comum acordo.

“O Santos FC informa que Lisca não é mais o técnico do time profissional. Em comum acordo, diretoria e treinador decidiram encerrar o vínculo. Rueda e Lisca anunciaram a decisão juntos pro elenco e na sequência o treinador se despediu pessoalmente dos atletas”, diz a nota.

Leia também:

O fim do casamento acontece após uma sequência de três rodadas sem vencer no Brasileirão. O último revés aconteceu no sábado (10), quando o time comandado por Lisca perdeu para o Ceará no Castelão.

O treinador que saiu do Sport para assinar com o Santos, comandou o time em oito partidas, somando nove pontos, com duas vitórias, três empates e três derrotas, um aproveitamento de 37,5% dos pontos disputados.

Um dos motivos que gerou insatisfação nos torcedores santistas foi o aproveitamento abaixo do período em que o time era comandado por Fabián Bustos. Em 15 partidas no campeonato brasileiro, foram quatro vitórias, sete empates e quatro derrotas, conquistando 42,2% dos pontos disputados.

Além de Lisca, deixam o clube o auxiliar Marcio Hahn e o preparador físico André Volpe.

Até a contratação de um novo nome, que será estudado pela diretoria nas próximas horas, a equipe será comandada interinamente por Orlando Ribeiro, técnico do sub-20, e pelo auxiliar Claudiomiro.

Décimo colocado no campeonato nacional, o Santos tem um grande desafio na próxima rodada da competição. A equipe faz o clássico contra o Palmeiras, domingo (18), no Allianz Parque, em São Paulo (SP).