Após parar partida, árbitro não relata gritos homofóbicos de torcida do Náutico

·2 min de leitura
Torcida do Nautico durante partida contra Sampaio Correa. Foto: Paulo Paiva/AGIF
Torcida do Nautico durante partida contra Sampaio Correa. Foto: Paulo Paiva/AGIF

Apesar de ter paralisado a partida entre Náutico e Sampaio Corrêa, nesta segunda-feira (15), após a torcida da equipe pernambucana proferir gritos homofóbicos ao goleiro rival, Luiz Daniel, o árbitro da partida, Ivan da Silva Guimarães Júnior, não relatou o caso na súmula do jogo. O confronto foi válido pela 36 rodada da Série B, em Recife, e terminou com vitória dos donos da casa (2x1).

Aos 26 minutos do primeiro tempo, o juiz teve de paralisar o confronto alegando ter ouvido palavras discriminatórias vindas das arquibancadas, e informou o fato à quarta árbitra, Deborah Cecília. 

Leia também:

Porém, no documento oficial do jogo, o caso não foi informado. Apenas o não pagamento das taxas diárias e transportes da equipe de arbitragem e do VAR, responsabilidade do Náutico, estão relatados na súmula.

Após o jogo, o Náutico fez um post nas redes sociais do clube repudiando a atitude. “Nas arquibancadas dos Aflitos só cabem o amor e o incentivo ao Náutico. A homofobia e o preconceito não combina com as nossas cores”, publicou o clube. “Entre o vermelho e o branco cabe um arco-íris inteiro.”

Pelo comportamento dos torcedores, a equipe de Pernambuco pode ser punida se o caso for denunciado ao STJD. Recentemente, o Flamengo foi multado em R$ 50 mil por atitude parecida dos flamenguistas em jogo contra o Grêmio, pela Copa do Brasil. Em 2020, o São Paulo teve que desembolsar R$ 30 mil como punição pela atitude dos torcedores em duelo contra o Corinthians, pelo Campeonato Paulista.

Esse não foi o único caso de homofobia visto na rodada da Série B. Na partida entre Remo e Goiás, a torcida da equipe paraense gritou palavras discriminatórias para o atacante Nicolas, que é xodó do maior rival, o Paysandu.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos