Após polêmica, Priscilla Alcântara diz: "Ninguém vai me impedir de pregar o amor"

A cantora gospel se posicionou na web (Foto: Reprodução/Instagram/@priscillaalcantara)
A cantora gospel se posicionou na web (Foto: Reprodução/Instagram/@priscillaalcantara)

Priscilla Alcântara não concordou com o grupo de religiosos que fez um protesto na porta do hospital onde uma menina de 10 anos teve sua gestação interrompida. A cantora gospel usou o Twitter para dizer que está “tudo errado” e que “os cristãos precisam urgentemente rever as prioridades do Evangelho”.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 minuto e receba todos os seus e-mails em um só lugar

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Google News

Siga o Yahoo Vida e Estilo no Instagram, Facebook e Twitter

“Eu vou sair daqui porque meu dedo chega coça... e meu ímpeto não pode matar a minha sabedoria. Mas eu juro que vou dar a minha vida pra que Cristo e o Amor sejam representados devidamente. Eu juro. E quando eu estiver fazendo merda, que esse mesmo Cristo me repreenda”, disse ela.

Leia também

O juiz Antonio Moreira Fernandes afirma que o aborto é legítimo em casos de gravidez decorrente de estupro, risco de vida à gestante e anencefalia do feto - casos previstos na legislação brasileira desde 1940. Ainda assim, muitas pessoas criticaram a decisão da Justiça.

Priscilla compartilhou mensagens sobre críticas ao fanatismo religioso e garantiu que esse episódio não a impedirá de “pregar o amor. Além dela, Bruna Marquezine, Fernanda Paes Leme, Alice Wegmann, Bruno Gagliasso, Emicida, Whindersson Nunes e outros famosos se manifestaram.