Após quarentena nos Estados Unidos, Queiroga desembarca no Brasil

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 minuto de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Presidente Jair Bolsonaro e sua comitiva em Nova York (Foto: Reprodução/ Instagram)
Presidente Jair Bolsonaro e sua comitiva em Nova York (Foto: Reprodução/ Instagram)
  • Após quarentena nos Estados Unidos, Marcelo Queiroga desembarca no Brasil

  • Ministro da Saúde testou positivo para covid-19 enquanto acompanhava o presidente Jair Bolsonaro em Nova York

  • Nos Estados Unidos, Queiroga se reuniu com representantes de outros países

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, desembarcou no Brasil nesta segunda-feira (4) depois de cumprir quarentena em Nova York, nos Estados Unidos, ao ser diagnosticado com covid-19, no dia 21 de setembro.

Ele integrava a comitiva presidencial que participou da Assembleia Geral da ONU e se encontrou com representantes brasileiros e de outros países, incluindo o primeiro-ministro do Reino Unidos, Boris Johnson, e o presidente da Polônia, Andrezj Duda.

Leia também:

O ministro fez novo teste para detecção do coronavírus no domingo (3) cujo resultado deu negativo.

Ao desembarcar no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, Queiroga falou com jornalistas que teve sintomas apenas no começo da doença.

Questionado sobre as denúncias apresentadas na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Covid no Senado sobre a Prevent Senior, ele preferiu não comentar o caso.

"Minha preocupação é com a pandemia, com o controle da pandemia. Já estive inclusive no parlamento duas vezes, prestei todos os esclarecimentos. O que temos feito no ministério todos estão vendo, no controle da pandemia. Estou sempre à disposição de todas as instituições do Brasil e sobretudo do povo brasileiro e tenho certeza que estou cumprindo minha minha missão ajudando os brasileiros a superar essa dificuldade sanitária."

Um dossiê elaborado por médicos e ex-médicos da Prevent Senior sugere que os atos da empresa investigados pela CPI sejam decorrentes de um acordo entre os donos da empresa – os irmãos Eduardo e Fernando Parrillo – e o governo do presidente Jair Bolsonaro.

Comitiva com covid-19

Marcelo Queiroga foi o segundo integrante da comitiva a testar positivo para o coronavírus. Um funcionário do Palácio do Planalto que organizava a viagem foi o primeiro contaminado.

Após o retorno do grupo ao Brasil, outros dois participantes testaram positivo. O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidente Jair Bolsonaro, foi um dos contaminados pelo coronavírus. A esposa e a filha do parlamentar também apresentaram diagnóstico positivo para a doença.

Outro infectado foi o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos