Após reunião de dirigentes com Lula, MDB diz que apoiará Tebet em 19 estados

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Em carta, membros do MDB reafirmaram apoio a Simone Tebet, enquanto outros líderes do partido declararam que estarão com Lula já no primeiro turno (Foto: REUTERS/Adriano Machado)
Em carta, membros do MDB reafirmaram apoio a Simone Tebet, enquanto outros líderes do partido declararam que estarão com Lula já no primeiro turno (Foto: REUTERS/Adriano Machado)

Após dirigentes do MDB de 11 estados se reunirem com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e declararem apoio ao petista já no primeiro turno, o partido divulgou uma carta nesta terça-feira (19), na qual reitera o apoio a candidata própria, Simone Tebet.

“Em respeito ao povo brasileiro e aos filiados do MDB, nós – defensores de uma alternativa à polarização e ao populismo – ratificamos nosso compromisso de lutar pela eleição de Simone Tebet à Presidência da República”, diz o texto, divulgado nas redes sociais do partido.

“Esse compromisso faz jus à decisão tomada, em outubro de 2019, em Convenção Nacional, em favor de uma posição de independência ao atual governo e também ao resgate do protagonismo do MDB com seus valores e bandeiras.”

O texto fala em 19 estados, mesmo que na reunião entre líderes emedebistas e Lula, o apoio declarado fosse de 11 estados.

Assinam a carta do MDB o presidente do partido, Baleia Rossi, de São Paulo, e dirigentes da legenda de Rondônia, Rio de Janeiro, Santa Catarina, Goiás, Minas Gerais, Pernambuco, Maranhão, Acre, Rio Grande do Sul, Paraná, Santa Catarina, Distrito Federal, Tocantins, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Amapá, Roraima, Piauí, Pará e Bahia.

Os estados em que há divergência são Bahia, Piauí e Maranhão. No encontro com Lula na segunda-feira (18), representantes dos três estados estiveram presentes, mas dirigentes também assinaram a carta em favor de Simone Tebet. O porta-voz emedebista o encontro com a chapa do petista foi o senador Eduardo Braga, do Amazonas.

Reunião com Lula

Nesta segunda-feira (18), lideranças do MDB de onze estados se reuniram com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Geraldo Alckmin (PSB) para declarar apoio a chapa liderada pelo petista já no primeiro turno.

Havia representantes do MDB de Alagoas, Paraíba, Ceará, Bahia, Espirito Santo, Piauí, Maranhão, Rio de Janeiro e Amazonas. Eduardo Braga, senador pelo Amazonas, também citou Pará e Rio Grande do Norte, cujos líderes não puderam estar presentes no encontro.

“Todos esses estados estão vindo à presença do senhor no dia de hoje pelo fato de que tomamos a decisão nos nossos estados de apoiar a sua candidatura. Portanto, aqui, temos 11 estados representados do MDB, comprometidos com um projeto de estado que todos queremos, com o fortalecimento da democracia, com a retomada do emprego, da renda, da justiça social, com o aspecto humanitário que esse país precisa para que tenhamos solidariedade no enfrentamento à fome”, disse Eduardo Braga no encontro com Lula.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos