Após romper com sua mãe, Gabriel Medina vende o próprio Instituto por R$ 9 milhões

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·6 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Instituto Medina está à venda (Foto: Divulgação)
Instituto Medina está à venda (Foto: Divulgação)

Resumo da notícia

  • A briga de Gabriel Medina com sua mãe, Simone, trouxe o fim de vários sonhos

  • O Instituto Medina foi inaugurado em 2017

  • Simone Medina está sendo processada por sua nora Yasmin Brunet

Por Gabriel Perline

A briga de Gabriel Medina com sua mãe, Simone Medina, resultou no fim de um sonho do surfista: o fechamento do instituto que abriu em 2017, na praia de Maresias, em São Sebastião (SP). O local, criado para formar novos surfistas com base no mesmo treinamento do campeão mundial, foi esvaziado há dois meses, vandalizado e hoje está à venda por R$ 9 milhões.

O prédio tem 800 m² de área total, sendo 290 m² de área construída. Conta com estacionamento privativo, salas para reuniões e divisões de departamentos, amplo salão integrado com terraço, espaço para eventos e também conta com uma piscina. Trata-se de uma propriedade “pé na areia”, com acesso direto à praia em que os antigos alunos frequentavam para terem suas aulas.

Instituto Medina está sendo vendido (Foto: Divulgação)
Instituto Medina está sendo vendido (Foto: Divulgação)

Leia também

Antes de ser colocado à venda, o prédio precisou passar por uma pequena reforma para reparar os danos causados pelos vândalos, que se aproveitaram do abandono do Instituto Gabriel Medina, administrado por Simone, para depredar o local. Nas fotos disponíveis nos anúncios da imobiliária Iz Imóveis Maresias, ainda é possível ver as marcas na fachada deixadas pelos letreiros que sinalizavam o nome do centro de treinamento.

Inaugurado em 31 de janeiro de 2017, o Instituto Gabriel Medina foi aberto para formar novos surfistas, com aulas dedicadas a crianças e adolescentes que tinham como objetivo se tornarem astros do surfe como o campeão mundial. Quando abriu as portas, cerca de 38 jovens foram iniciados nos treinamentos.

Instituto Medina por dentro (Foto: Divulgação)
Instituto Medina por dentro (Foto: Divulgação)

Além de todas as técnicas para driblar as ondas, os jovens tinham aulas de tecnologia em um laboratório instalado no local. Na piscina, além de aulas de natação, também aprendiam apneia. Na área externa passavam por treinamentos em uma cama elástica, com o objetivo de aperfeiçoarem os movimentos aéreos, e também faziam musculação em uma academia no instituto.

O Instituto Gabriel Medina fechou as portas após Simone Medina romper de vez com seu filho. Ela sempre reprovou o relacionamento do surfista com Yasmin Brunet, com quem se casou em janeiro deste ano, e parou de segui-lo nas redes sociais. Seu padrasto, Charles Saldanha, seguiu os passos de sua mulher e também se afastou do enteado.

Instituto Medina por dentro (Foto: Divulgação)
Instituto Medina por dentro (Foto: Divulgação)

O polêmico casamento

Simone sempre achou Yasmin controladora e nunca foi com a cara da nora. O ranço é tão grande que foram recentemente vazadas conversas de WhatsApp em que a mãe do surfista xinga a filha de Luiza Brunet de diversos palavrões, e ainda disse ter visto um vídeo em que a modelo supostamente estaria praticando sexo oral em um antigo namorado.

Por conta de toda essa confusão, Gabriel decidiu reduzir drasticamente o repasse financeiro que dava à mãe por ser uma das sócias da empresa que gerenciava a carreira do surfista. A separação de mãe e filho foi parar na Justiça, e ele optou por pagar uma alta indenização, em torno de R$ 10 milhões, para se ver livre de Simone. No acordo, ele também a proibiu de usar sua imagem e seu nome para faturar comercialmente.

Simone e Charles eram os administradores do instituto, e Gabriel Medina pediu para que sua mãe e seu padrasto renunciassem aos cargos, mas eles optaram por fechar o local e encerrar as atividades.

Casos de Família

Gabriel Medina e Yasmin Brunet (Foto: Reprodução/Instagram@yasminbrunet)
Gabriel Medina e Yasmin Brunet (Foto: Reprodução/Instagram@yasminbrunet)

A briga entre os membros da família Medina é motivada por uma série de fatores e não se restringem a Gabriel contra Simone, mas inclui também o padrasto, os irmãos e até mesmo a cunhada do surfista. E os motivos para todas as tretas envolvem ciúmes, religião, trabalho e até mesmo dieta.

  • Desde que se tornou mundialmente famoso, Gabriel teve relacionamentos pouco duradouros, e todos eles foram acompanhados de perto pela mãe e por Charles, padrasto que o treinou a vida inteira para o surfe e a quem ele sempre chamou de pai.

  • Com a chegada da pandemia e o isolamento social, os dois logo começaram a morar juntos, mas Gabriel demorou seis meses para apresentar a namorada à família, mesmo morando muito perto de seus pais.

  • Como Simone e Yasmin nunca demonstraram muita simpatia uma pela outra, Gabriel teve a ideia de levar toda a família para uma viagem luxuosa às Ilhas Maldivas. Seu objetivo era aproveitar o cenário paradisíaco para estreitar a relação entre a mãe e a namorada, mas as diferenças ficaram ainda mais evidentes.

  • As duas se alfinetaram por diversas vezes na viagem e houve uma pequena disputa para ver quem exercia mais influência sobre as decisões do surfista. Simone, que a vida inteira foi a voz feminina mais forte na vida do filho, não gostou de ver como a modelo “tomou seu lugar”.

  • Nessa viagem, Simone reforçou por diversas vezes suas crenças religiosas e tentou impor alguns dos costumes da igreja evangélica que frequenta. Mas Yasmin é espiritualista e adora assuntos esotéricos, algo que a sogra repudia com veemência, a ponto de deixar de seguir o filho nas redes sociais.

  • Yasmin também irritou os pais de Gabriel ao tentar convencê-lo a se tornar vegetariano. Simone ama churrasco, e Charles avaliou que a falta de consume de proteína animal afetaria o desempenho do surfista nas provas.

  • Após essa viagem desastrosa, Gabriel e Yasmin se casaram “às escondidas”, no Havaí. Simone queria que o filho se casasse em uma cerimônia evangélica e entendeu o ato como uma nova provocação da nora e do filho. Foi neste momento que eles romperam de vez o relacionamento e toda a briga financeira começou.

  • Gabriel demitiu Charles do posto de treinador, e contratou o experiente Andy King, surfista australiano de renome internacional. Neste momento, o surfista também deixou de seguir o padrasto nas redes sociais.

  • No meio de toda essa confusão, outros personagens ganharam destaque: Felipe Medina e Bruna Bordini, irmão e cunhada de Gabriel, respectivamente. O casal também entrou em pé de guerra com Simone por se dar muito bem com Yasmin. Bruna chegou a relatar, em abril deste ano, que a sogra a expulsou de sua casa, em Maresias, obrigando ela e o marido a mudarem de cidade para se distanciarem de vez da matriarca.

  • Bruna relatou em seu perfil no Instagram que chegou a ter uma briga acalorada com Simone pelo simples fato de não querer ter um emprego de carteira assinada, já que ganhava razoavelmente bem trabalhando como influenciadora digital. Desde então, Felipe saiu de cena e também rompeu com a mãe.

  • Todo o império controlado por Simone passou a ruir. Parou de pagar uma mesada estimada em R$ 200 mil e tirou dela a autorização de usar seu nome para obter lucros próprios.

  • Recentemente, o colunista Leo Dias, do portal Metrópoles, publicou prints de conversas do WhatsApp em que Simone ataca Yasmin, xingando-a de diversas formas e dizendo que ela e a mãe, Luiza Brunet, tinham um passado vexatório, que incluía filme pornográfico, aborto e relações homossexuais. As duas ameaçaram processar a mãe do surfista.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos