Após ser internada com mal-estar, Dilma Roussef tem alta em Porto Alegre

·2 minuto de leitura
Brazil's President Dilma Rousseff, who is running for re-election with the Workers Party, waves to photographers during a commercial break as she attends a presidential candidate debate in Sao Paulo, Brazil, Thursday, Oct. 16, 2014. Rousseff will face Aecio Neves, candidate with the Brazilian Social Democracy Party, in a presidential runoff on Sunday, Oct. 26. (AP Photo/Andre Penner)
Nada foi apontado nos exames e ela foi liberada às 15h30 para ir para casa, em bom estado de saúde, segundo a asessoria de comunicação (Foto: AP Photo/Andre Penner)
  • A ex-presidente da República Dilma Rousseff, 73, teve alta depois de ter um mal-estar e ser internada para exames, no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS), nesta terça-feira (25)

  • A assessoria do PT informou que Dilma participava de uma reunião virtual, na noite de segunda (24), quando teve uma indisposição

  • Nada foi apontado nos exames e ela foi liberada às 15h30 para ir para casa, em bom estado de saúde, segundo a asessoria de comunicação

A ex-presidente da República Dilma Rousseff, de 73 anos, teve alta depois de ter um mal-estar e ser internada para exames, no Hospital Moinhos de Vento, em Porto Alegre (RS), nesta terça-feira (25).

Segundo a assessoria de comunicação, na noite de segunda (24), Dilma teria passado mal e dado entrada no hospital. A ex-presidente estava acompanhada do médico Paulo Caramori.

Leia também

Nada foi apontado nos exames e ela foi liberada às 15h30 para ir para casa, em bom estado de saúde, segundo a asessoria de comunicação.

Segundo o G1, a assessoria do PT informou que Dilma participava de uma reunião virtual, quando teve uma indisposição. 

"Depois de encerrada a reunião, o Miguel Rossetto [ex-deputado federal e ex-ministro no governo de Dilma] foi até a casa dela, daí ela já estava se sentindo melhor", informou a assessoria.

"Mas acharam que era de bom tom ela ir ao hospital, fazer exames e verificar se não era nada demais. Ela está em observação agora de manhã", concluiu o PT. 

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na tarde desta terça-feira (25), o ex-presidente Lula relatou nas redes sociais que conversou com Dilma. 

"Ela já estava se sentindo melhor, falante como sempre. Se Deus quiser em breve já estará de volta em casa", escreveu.

Dilma já tratou um câncer linfático, descoberto em 2009, quando era ministra da Casa Civil e já tinha sido indicada como candidata do PT à sucessão de Luiz Inácio Lula da Silva.

O tratamento foi bem-sucedido e encerrado antes da campanha eleitoral de 2010.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos