Após sucesso da "Farofa", Gkay revela que festa pode ganhar versão aberta ao público

Gkay pode fazer evento aberto da Farofa (Foto: Leo Franco/AgNews)
Gkay pode fazer evento aberto da Farofa (Foto: Leo Franco/AgNews)

A Farofa da Gkay, evento que comemora o aniversário da influenciadora, já deixou há muito tempo de ser uma festa pequena e entrou para o calendário de grandes eventos do ano para as celebridades. Na edição anterior, artistas como Viih Tube e Bianca Andrade se divertiram durante os vários dias de festividades.

A festa é privada e os famosos entram apenas com convite. Em 2023, entretanto, a situação pode mudar. Em suas redes sociais, Gkay comentou que pensa em ampliar o evento e permitir a entrada do público geral.

"Ano que vem, talvez, teremos duas Farofas, uma aberta e uma fechada. Vai depender do tempo e dos filmes que eu tenho para gravar ano que vem", antecipou. Em 2022, a festa acontece nos dias 5, 6 e 7 de dezembro com 9 atrações confirmadas, entre elas o show de Pedro Sampaio. A festa deverá receber 350 pessoas, com alguns convites enviados para pessoas dos fã-clubes de Gkay.

A 'Farofa' vai acontecer em Fortaleza, Ceará, mais uma vez, em local ainda não divulgado, mas a tendência é que se repita no Marina Park Hotel. Segundo o Diário do Nordeste, o evento custará cerca de R$ 5 milhões, três a mais do que no ano passado, e toda a produção será registrada para um novo documentário que começará a ser filmado em outubro.

Relembre a história do evento

A Farofa da Gkay dominou as redes sociais em dezembro de 2021, reunindo famosos e subcelebridades em um evento de três dias no Ceará. O clima foi de jogação de fim de ano: muita pegação, bebedeira ininterrupta, shows e polêmicas para todos os gostos.

Misto de micareta, pré-Carnaval e festival de música, o evento começou em 2017 ainda tímido, mas já reunindo sub-celebridades e famosos consolidados para um clima de pegação. Nos últimos anos, com o crescimento da exposição nas redes sociais, o evento virou uma enorme live, com famosos e influenciadores digitais flagrando cenas proibidas de pegação e um investimento total de R$2,8 milhões para os três dias de festa.