Após um ano e meio, Covid-19 deixa de ser maior causa de mortes no Brasil

·1 min de leitura
Brasil vive momento de controle do vírus graças à vacina - Foto: Getty Images
Brasil vive momento de controle do vírus graças à vacina - Foto: Getty Images
  • Pela primeira vez desde abril do ano passado, Covid-19 não é maior causa de mortes no Brasil

  • Números da segunda quinzena de outubro apontam o vírus como quarta maior causa

  • Queda nos óbitos é reflexo de um momento de estabilidade causado pela vacina

Pela primeira vez desde os meses iniciais da pandemia, a Covid-19 não é a maior causa de mortes no Brasil. O dado foi divulgado pelo UOL após levantamento feito junto à Associação dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen Brasil).

Os números são referentes a registros realizados em cartórios na segunda quinzena de outubro e foram obtidos no portal de transparência da Arpen Brasil.

Entre os dias 16 e 31 do mês passado, o país registrou 3.605 mortes causadas pela Covid-19, número inferior aos óbitos resultantes de Acidentes Vasculares Cerebrais (AVCs), infarto e problemas cardíacos. O ranking deste período ficou assim:

  • AVC - 4.220 óbitos

  • Infarto - 4.176

  • Causas cardíacas inespecíficas - 4.107

  • Covid-19 - 3.605

Esta é a primeira vez desde o fim de abril do ano passado que o coronavírus não é o maior causador de mortes em território brasileiro. Vale lembrar que a pandemia havia chegado ao país apenas um mês antes, em março.

Momento de estabilidade

Foram 18 longos meses em que o vírus se alastrou e ceifou a vida de mais de 600 mil brasileiros. No pior momento da pandemia, foram mais de quatro mil mortes causadas em apenas um dia, em abril desse ano.

Graças à vacinação, porém, o momento agora é de “estabilidade”, conforme apontou a Fiocruz em boletim divulgado essa semana. A média móvel de óbitos pelo vírus registrada na última quarta-feira (17) foi de 260.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos