App Store e Play store batem recorde e já somam US$ 23 bilhões em 2020

Diego Sousa

As medidas de isolamento social implementadas por diversos países surtiram um efeito bastante positivo no setor de aplicativos. Isso porque tanto a App Store quanto a Play Store registraram recordes nas receitas durante o primeiro trimestre de 2020 — as informações são da empresa de estatísticas App Annie.

O estudo, divulgado na última sexta-feira (3), mostrou que as lojas de aplicativos arrecadaram mais de US$ 23 bilhões entre janeiro e março, o que representa um aumento de 5% em relação ao mesmo período de 2019. Do total, somente a App Store foi responsável por faturar US$ 15 bi, enquanto a Play Store arrecadou US$ 8,3 bi.

A China e os Estados Unidos são os principais consumidores do iOS, além de maiores impulsadores do crescimento trimestral. Já na loja de apps do Google, os estadunidenses tiveram a companhia dos sul-coreanos como principais responsáveis pelo aumento de faturamento.

Consumidores gastaram mais em jogos do que em apps (Foto: App Annie)

Tempo gasto em apps e jogos aumentou significativamente

O tempo médio gasto pelos consumidores durante o primeiro trimestre de 2020 também teve um aumento significativo. Na China, primeiro país afetado pelo novo coronavírus (SARS-CoV-2), houve um crescimento de 30% em relação ao mesmo período de 2019.

Somente no último mês de março, alguns países da Europa, como Itália, França e Alemanha, registraram aumento de até 30% no tempo gasto em aplicativos. Vale lembrar que o continente concentra o maior número de vítimas por COVID-19 até o momento.

Resultados foram 20% melhores que o mesmo período do ano passado (Foto: App Annie)

A maioria dos usuários de smartphones Android gastaram seu tempo em jogos e aplicativos de rede social e entretenimento, como a Disney+ e a Twitch. O mesmo aconteceu com os usuários do iOS, com o uso de apps de foto e vídeo — neste caso, destacam-se o TikTok, Tinder, YouTube e Netflix.

Número de downloads também bateu recorde

Embora os apps do iOS tenham arrecadado mais, o número de downloads na Play Store continua significativamente superior. No primeiro trimestre, a loja do Google teve 22,5 bilhões de downloads, um aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado. Já a App Store registrou um crescimento de 15% no período, com cerca de 9 bilhões.

Em downloads, Play Store segue muito superior (Foto: App Annie)

No período, Brasil e Índia foram os maiores mercados da Play Store em número de downloads, enquanto a App Store teve como destaques a China e os Estados Unidos.

A Itália, um dos países mais afetados pela pandemia de COVID-19, registrou um crescimento de 15% em ambas as lojas online. Com as medidas de isolamento social se tornando mais restritas em países como Reino Unido, Espanha, Alemanha e Estados Unidos, o número de downloads por lá deve aumentar bastante.

Apps de chamadas de vídeo se destacam

Em tempos em que a principal recomendação das autoridades de saúde é evitar aglomerações, os apps de chamadas de vídeo tiveram aumentos expressivos de uso. O estudo destaca o ZOOM Cloud Meetings, que se tornou o app número um de downloads em 141 mercados na plataforma da Apple.

O Hangouts Meet também viu sua utilização crescer expressivamente nos últimos meses, e, segundo o Google, o app registrou um crescimento diário de 60% em relação ao mês de janeiro. Já o Microsoft Teams reportou que houve um aumento de 500% no número de reuniões virtuais.

Top downloads nas lojas online (Foto: App Annie)

Por fim, o estudo mostrou que o TikTok permaneceu como app mais baixado nas duas plataformas. Justificando sua necessidade durante isolamento, o mensageiro WhatsApp subiu para segunda posição, empurrando o Facebook para o terceiro lugar.

Curiosamente, o Tinder, principal app de relacionamentos, se manteve como o aplicativo onde os usuários gastam mais tempo, com o YouTube vindo logo depois, três posições acima na comparação com os três últimos meses de 2019. Lançado em alguns países no final de março, o Disney+ conseguiu aparecer no relatório trimestral.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: