Apple anuncia recall do Macbook Pro por risco de incêndio em baterias

A Apple decidiu trasladar a produção de um de seus modelos de computador, o novo Mac Pro, dos Estados Unidos para a China

A Apple anunciou um recall de várias unidades do MacBook Pro, pelo risco de superaquecimento das baterias, o que pode provocar um incêndio.

A chamada afeta o MacBook Pro com tela de retina de 15 polegadas vendido entre setembro de 2015 e fevereiro de 2017, disse a empresa, acrescentando que substituirá as baterias nessas unidades sem nenhum custo.

Vários países são afetados. Na China, cerca de 63.000 unidades podem apresentar o problema, segundo a Administração Estatal Chinesa para a Regulamentação do Mercado.

O regulador disse que houve seis relatos de superaquecimento.

A gigante da informática, no entanto, assegurou que não recebeu relatos de danos significativos aos computadores ou de ferimentos causados pelo defeito, mas instou os proprietários dos aparelhos afetados a pararem de usá-los imediatamente.

Também explicou que um site específico foi lançado para que os usuários possam inserir os números de série de seus computadores e ver se eles foram afetados.

A empresa disse que a chamada não inclui modelos mais recentes do MacBook Pro ou laptops da Apple de outros modelos ou tamanhos.