Apple comemora a marca de 1 bilhão de iPhones ativos no mundo

Ramon de Souza
·1 minuto de leitura

A pandemia do novo coronavírus (SARS-CoV-2) abalou diversos setores da economia e causou sérios prejuízos para muitas empresas de grande porte. A Apple, porém, parece imune aos problemas ao seu redor e, mesmo sofrendo com certos atrasos em sua cadeia de suprimentos, anunciou ter fechado seu primeiro trimestre fiscal com um lucro recorde de US$ 111,4 bilhões. Os números foram anunciados nesta quarta-feira (27).

Vale lembrar que a Maçã possui um calendário diferente de outras companhias de capital aberto, com seu primeiro trimestre correspondendo a, na verdade, os últimos três meses do ano anterior — sendo assim, a prestação de contas ocorre sempre em janeiro. Isto posto, os resultados são relativos a outubro, novembro e dezembro de 2020, onde a companhia registrou um aumento de 57% na venda de produtos só na China.

O país asiático comprou 21,31 bilhões de gadgets da marca, o que colaborou com a marca total de 165 bilhões de dispositivos Apple sendo utilizados ao redor do globo. Aliás, a companhia também comemorou o fato de que agora existe um bilhão de iPhones ativos no mundo inteiro — não temos informações, porém, sobre quais são os modelos mais populares e se o lançamento do iPhone 12 contribuiu ou não para esse recorde.

Tim Cook também revelou que a empresa atingiu seu objetivo de fechar o ano de 2020 com 600 milhões de assinantes em seus serviços premium (Music, News+ e Arcade); a meta, aliás, foi ultrapassada com 20 milhões de usuários pagantes a mais. O lucro trimestral total representa um crescimento de 21% ano-a-ano — ou seja, comparando o mesmo período nas temporadas anteriores.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: